Notícias Barra Velha

Diário de Barra Velha - Notícias de Barra Velha e Região

 

 






Sábado, 18 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

SEGURANÇA MILIONÁRIA
PROJETO DE APLICATIVO DA POLÍCIA MILITAR É APRESENTADO AO GOVERNO
DO ESTADO E CUSTO É DE R$ 1 MILHÃO

O projeto do aplicativo gratuito PMSC Cidadão foi apresentado ao governador
Raimundo Colombo em Florianópolis, pelo tenente-coronel da Polícia Militar
Jorge Eduardo Tasca e pelo presidente do Centro de Informática e Automação
do Estado de Santa Catarina (Ciasc), Ivan Ranzolin. A ferramenta tem o
objetivo de permitir que o cidadão acione o 190 da Polícia Militar sem fazer
ligação, garantindo agilidade nos serviços de segurança e ajuda em situação
de risco. O investimento total de implantação está orçado em aproximadamente
R$ 1 milhão.

“A ferramenta representa a melhoria no sistema operacional, assim conseguimos
ser ainda mais eficientes e proteger melhor as pessoas. É preciso continuar
investindo em tecnologia e equipamentos e modernizar toda estrutura para
atender às demandas na área da Segurança Pública”, disse o governador.

O aplicativo está sendo desenvolvido para o dois principais sistemas operacionais
para celulares e tablets, Android e iOS. Responsável pela coordenação do projeto,
o tenente-coronel Jorge Eduardo Tasca explicou que bastará poucos toques na tela
do celular para que pessoa entre em contato com a PM. O cidadão só precisará
responder perguntas com respostas “sim” e “não”. Além disso, poderá enviar fotos,
vídeos e áudios. A localização será transmitida por meio de GPS.

A ferramenta também vai atender vítimas de violência doméstica e familiar e o
Programa Rede de Vizinhos PMSC.

“O aplicativo que queremos implantar já a partir do próximo ano é uma tecnologia
a serviço do cidadão e em prol da segurança pública. Após baixar o aplicativo no
smartphone ou tablet, o usuário fará um cadastro no sistema, informando seus dados.
A partir daí, poderá utilizar uma série de funcionalidades, como o botão de pânico
para mulheres vítimas de violência. É uma ferramenta que irá alcançar todas as
cidades catarinenses”, informou Tasca.

Fontes:
PMSC
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Sexta-feira, 17 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

O VOO DO TUCANO
EM CONVENÇÃO, PSDB DE SANTA CATARINA CONFIRMA QUE VAI LANÇAR
CANDIDATO PRÓPRIO AO GOVERNO DO ESTADO

Em um dia histórico para os tucanos de Santa Catarina, mais de 2 mil filiados
lotaram o Hotel Golden, em São José, para em uma convenção com muita festa
elegerem o novo Diretório Estadual e também a nova Executiva Estadual. Por
aclamação, o Deputado Marcos Vieira foi reeleito para seguir conduzindo o
partido até 2019, formando uma Executiva de consenso com as principais
lideranças tucanas do Estado.

Caravanas de todas as partes de Santa Catarina ajudaram a colorir com faixas,
camisetas e até com bandas de música o auditório onde ocorreu a convenção
durante toda a manhã. Entre os presentes, praticamente todos os 40 prefeitos,
34 vice-prefeitos e 355 vereadores do PSDB catarinense. E em meio às votações,
não faltaram discursos de afirmação dos valores da social-democracia e, claro,
dos objetivos do PSDB: a candidatura ao Governo do Estado em 2018.

Reeleito, o Deputado Marcos Vieira agradeceu a todos pelo apoio no fim de mais
uma etapa na caminhada tucana rumo ao protagonismo nas eleições majoritárias
do ano que vem.

"Hoje, chegamos ao fim de uma etapa, e temos muito a comemorar. Nosso PSDB
cresceu, adquiriu credenciais e se consolidou como uma das principais forças
políticas do Estado. O PSDB tem projeto, sabe o que quer e onde quer chegar.
E esta seguirá sendo a tônica do nosso trabalho neste mandato que se inicia:
com o partido unido e focado, com este diretório que representa perfeitamente
a força e a representatividade do partido, vamos em busca da vitória nas
eleições do ano que vem. O PSDB será protagonista, chegou a nossa vez!",
concluiu o Deputado Marcos Vieira.

Um dos fundadores do PSDB em Santa Catarina, o Senador Dalirio Beber lembrou
o início da caminhada tucana e que agora, com o partido em seu melhor momento,
é preciso resgatar os valores da social-democracia para mostrar à população
que o PSDB está pronto para governar os catarinenses.

"O PSDB tem história, está prestes a completar 30 anos e tem um histórico de
serviços prestados à sociedade no país e aqui em Santa Catarina não é diferente.
Vamos seguir nessa caminhada que por certo será coroada com uma grande vitória
em 2018", destacou o Senador Dalirio Beber.

Fontes:
PSDB SC
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Quinta-feira, 16 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

A LISTA OFICIAL
MINISTÉRIO PÚBLICO DE SANTA CATARINA COMEMORA LANÇAMENTO DE PORTAL
QUE DÁ TRANSPARÊNCIA ÀS LISTAS DE ESPERA PARA PROCEDIMENTOS DO SUS
EM TODO O ESTADO

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) anunciou, na terça-feira (14/11), o
funcionamento do portal com as listas de espera dos pacientes que aguardam
por consultas, exames e intervenções cirúrgicas a serem prestados pelo SUS.
De acordo com o portal, há mais de 600 mil pacientes aguardando por algum
procedimento a ser realizado pelo Estado ou pelos Municípios, seja em
estabelecimento público ou privado contratado com a rede pública.

A publicização das filas de espera do Sistema Único de Saúde (SUS) de Santa
Catarina na internet tem por finalidade cumprir as disposições da Lei Estadual
n. 17.066, de 11 de janeiro de 2017, regulamentada pelo Decreto Estadual n.
1.168, de 29 de maio de 2017.

A partir da liberação das listas de espera para o público, é possível, por
exemplo, que os interessados realizem a consulta da sua colocação a partir
do número de CPF ou do Cartão Nacional de Saúde (CNS).

Também ficam disponíveis para consulta as listas de todos os pacientes, a partir
da indicação da especialidade, que aguardam por agendamento de consulta, exame
ou cirurgia, que já tiveram o procedimento agendado ou já foram atendidos no
SUS. Em entrevista coletiva, a Superintendente de Serviços Especializados e
Regulação da SES, Karin Geller, apresentou informações sobre implantação do
sistema, capacitação dos profissionais envolvidos, carregamento dos dados de
pacientes e detalhes sobre o acesso ao portal eletrônico.

Ainda, a Superintendente afirmou que o portal também será fundamental para fazer
planejamentos de ações de saúde para os próximos anos.

O planejamento existia, mas sabendo a realidade da demanda reprimida, as ações
para os próximos anos são mais fidedignas. Tendo o conhecimento de quantos
procedimentos, exames e cirurgias estão aguardando para serem realizadas,
podemos trabalhar com dados concretos'', explica a superintendente.

A Coordenadora do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos e Terceiro
Setor do Ministério Público, Promotora Caroline Cabral Zonta, disse que há
uma efetiva participação de todos os envolvidos nesse processo, Estado,
municípios, Assembleia Legislativa e Ministério Público.

''Estado e municípios se mostraram extremamente comprometidos em regular o
acesso aos serviços do SUS e publicizar suas listas. Ou seja, estamos diante
de uma política com critérios transparentes e objetivos, garantindo ao cidadão
acesso à informação e a impessoalidade na gestão da coisa pública. Ajustes no
sistema ainda serão necessários, mas o processo da publicização já foi iniciado
", explicou a Promotora.

Karin Geller, destacou que o cronograma para implantação foi cumprido nas
datas estabelecidas.

''Após 100 reuniões técnicas, realizadas em quatro meses, chegamos a um produto
final. Estamos com 60 centrais de regulação ativas, outras 40 estão em processo
de implementação. Até o final do ano, estaremos com 100 centrais de regulação
em todo o Estado alimentando esse sistema. Em cinco meses, ampliaremos em mais
de 200% a cobertura da regulação'', explica Karin.

O portal está disponível para consulta desde 1º de novembro. Como o sistema é novo,
nesses primeiros dias pode haver algumas inconsistências no acesso das informações.
A equipe da SES está pronta para corrigir as falhas. Os dados das listas de espera
serão atualizados todas as segundas-feiras, pelo responsável da Central de Regulação.

O link para acessar as Listas de Espera SUS é:

https://listadeespera.saude.sc.gov.br

Fonte:
Coordenadoria de Comunicação Social, com informações da Assessoria de Comunicação
da Secretaria de Estado da Saúde
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Quarta-feira, 15 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

NEVE EM CHAPECÓ
DECORAÇÃO DE NATAL DE CHAPECÓ GANHA INSPIRAÇÃO DAS NEVASCAS OCORRIDAS
NAS DÉCADAS DE 60 E 80

Iniciou a montagem do cenário que irá compor a decoração natalina 2017 em Chapecó.
Neste ano, a abertura da programação cultural e o acendimento das luzes do “Natal
da Família” acontecerá no início de dezembro. A praça já está isolada para facilitar
a logística de trabalho das equipes responsáveis para confecção dos adereços,
instalação e jardinagem do espaço.

“O encanto, a espiritualidade e a magia em torno da data naturalmente já contagiam a
todos. A decoração e o brilho das luzes que o Município promove contribuem para
fomentar o turismo e o comércio, mas acima de tudo, aflorar os sentimentos de amor,
união e fraternidade entre as famílias”, destaca o Prefeito, Luciano Buligon.

Nesta edição o projeto da decoração traz como inspiração temática: o branco da paz
representado pela neve. Após uma pesquisa histórica sobre os registros de nevasca em
Chapecó, ocorridos em dois anos nas décadas de 60 e 80, se trabalhou no decorrer do
ano em um projeto cenográfico, voltado ao lúdico e à imaginação, em cores brancas,
trazendo a simbologia da paz.

Compõem a decoração seis cenários que dialogam entre si. Os itens utilizados nas outras
edições são reformados e ganham uma nova cara pelas mãos do artista Digo Cardoso. De
acordo com ele, a ideia é deixar os personagens, feitos de fibra, mais urbanos,
utilizando spray, e fazer com que, principalmente as crianças, percebam todos eles
mais divertidos e se aproximem mais desta temática.

“Estou fazendo a pintura das estátuas, trazendo cores vivas, e utilizando a linguagem
que uso em meus desenhos, como texturas, respingos e a própria paleta de cores que eu
utilizo nas ruas”, conta o artista.

De acordo com o Prefeito, o projeto traz o aconchego entre as pessoas e a expressão
dos sentimentos como foco principal. “O projeto instiga o encantamento, principalmente
das crianças, sensibiliza as pessoas a fazer uma pausa em sua rotina para compartilhar
momentos, interagir e demonstrar seus sentimentos. Já que o nosso foco principal é
sensibilizar e unir as famílias”, disse Buligon.

Ao todo, 800 mil microlâmpadas de Led irão compor a decoração natalina, sendo 300 mil
na Praça Coronel Bertaso e 150 mil pela Avenida Getúlio Vargas. que também irá receber
diferentes itens, como lampiões, Papais Noéis e arabescos. Ainda, 350 mil microlâmpadas
comporão a “Rua Dançante”, uma das principais atrações desta edição.

Inspirada no natal de 2016 realizado na cidade de Malaga, no Sul da Espanha, a Rua
Dançante contará com microlâmpadas em mais de 400 canais, que possibilitam a criação
de diferentes movimentos. A atração foi desenvolvida com uma tecnologia especial para
comemorar os 100 Anos de Chapecó. A Rua Dançante será estruturada no largo da Catedral
Santo Antônio, por 48 metros, e prevê intensificar as emoções de toda a comunidade com
show de luzes todas as noites.

Fontes:
Prefeitura de Chapecó
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Terça-feira, 14 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ENERGIA EM LETRAS
LIVRO SOBRE GESTÃO DO CONHECIMENTO NO SETOR DE ENERGIA SERÁ LANÇADO
NA SEDE DA CELESC, EM FLORIANÓPOLIS

Será lançado na próxima sexta-feira, 17 de novembro, durante Seminário na sede da
Celesc, na Capital, um livro sobre “Gestão do Conhecimento no Setor de Energia”,
que reúne trabalhos de pós-graduação produzidos por celesquianos. O evento é uma
parceria da Celesc com o Laboratório de Liderança e Gestão Responsável da UFSC.

O Seminário visa difundir conhecimento de ponta e novas ferramentas de Gestão do
Conhecimento no setor de Energia por meio de experiências, pesquisas, aplicações
e boas práticas.

O coordenador de Laboratório de Liderança e Gestão Responsável, prof. Cristiano
Cunha, e o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, fazem a abertura com o tema
“Gestão do Conhecimento como impulsão da competitividade no setor de Energia”.

A programação prevê ainda palestras e mesas-redondas com especialistas da área,
o lançamento do livro e a premiação dos melhores alunos do curso de Especialização
em Gestão do Conhecimento na Comercialização de Energia Elétrica (veja programação
completa adiante).

Segundo Cunha, o livro é um marco da Engenharia e Gestão do Conhecimento no Setor
Elétrico: “Nosso desejo é contribuir para excelência da gestão no Setor Elétrico
e, consequentemente, apoiar o desenvolvimento econômico e social do País”. Durante
o evento, ele será mediador da mesa-redonda sobre “Gestão do Conhecimento, Relações
Interpessoais e Liderança”.

O presidente Siewert destaca o caráter de ineditismo da iniciativa:
“Organizamos a primeira turma de pós-graduação em Gestão do Conhecimento voltado
à comercialização de energia, em âmbito nacional. Agora, somos pioneiros com o
lançamento desse livro que documenta as soluções apontadas por nossos profissionais
com base na experiência que tem no cotidiano de trabalho”.

O lançamento do livro conta ainda com o apoio da Associação dos Profissionais da
Celesc – APC, Sinergia, Sintec e Sindecon-SC. Após o Seminário, a APC ficará
responsável pela divulgação das práticas registradas no livro nas Agências Regionais
da Celesc distribuídas por Santa Catarina para acompanhar a implantação desses
trabalhos na Empresa.

Fontes:
Celesc
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Segunda-feira, 13 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

DE CARRO NOVO
EQUIPE DA UDESC DE JOINVILLE APRESENTA NOVO MODELO DE VEÍCULO
PREPARADO PARA DISPUTAR PREMIAÇÃO COM MAIS DE 20 UNIVERSIDADES
DO SUL DO BRASIL

A equipe Udesc Velociraptor, da Universidade do Estado de Santa Catarina
(Udesc) em Joinville, apresentou seu novo veículo - modelo baja, na quinta
-feira, 9. O evento foi aberto à comunidade e acontecerá às 19h, no
Auditório do Bloco F. Vídeos e fotos do processo de criação, montagem
e testes do protótipo fora exibidos, além da exposição do novo carro.

O veículo será utilizado na Etapa Sul da competição Baja SAE Brasil, que
será realizada de 16 a 19 de novembro, na Universidade de Passo Fundo
(UPF), no Rio Grande do Sul. A equipe que projetou e construiu o carro
é formada por 34 estudantes de Engenharia Mecânica e Engenharia Elétrica,
que participarão do desafio.

O carro, batizado de Fênix, começou a ser projetado no início do ano.
Orientados pelo professor Nicodemus Neto da Costa Lima, os estudantes
trabalharam no veículo, inclusive nas férias. A equipe traçou metas para
reduzir a massa do veículo, em comparação ao projeto anterior; e melhorar
a eficiência e aceleração do carro.

A Udesc Joinville disputará a competição com outras 21 universidades do
Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Os veículos de cada equipe
serão submetidos a provas que testarão a segurança, a aceleração, a
velocidade, a tração, os freios, a manobrabilidade e a suspensão dos
protótipos. O carro também passará por um enduro de resistência, com
três horas de duração.

O programa Baja SAE Brasil é um desafio lançado aos estudantes de Engenharia,
que oferece a chance de aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em
sala de aula, visando incrementar sua preparação para o mercado de trabalho.
Ao participar do programa Baja SAE, o aluno se envolve com o desenvolvimento
de um veículo off-road, desde sua concepção, projeto detalhado, construção
e testes.

A equipe Udesc Velociraptor Baja faz parte de um projeto de ensino e extensão
do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), da Udesc. A equipe é dividida em
subsistemas, cada um responsável pela produção de uma parte do carro, como
os freios, a transmissão e suspensão dianteira, entre outras.

Durante a realização do projeto, os acadêmicos se deparam com situações
reais de engenharia e situações empresariais, como gestão de pessoas,
orçamento e gestão de projeto. A equipe ainda mantém contato com empresas
da região, com o objetivo de conseguir patrocínios e serviços.

Fontes:
Assessoria de Comunicação da Udesc Joinville
Estagiária de Jornalismo Laura Bona Moll
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Domingo, 12 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

EMOCIONANTE
MÉDICO CATARINENSE REANIMA PASSARINHO E VÍDEO EMOCIONA INTERNAUTAS

O vídeo em que um médico de Imaruí, no Sul de Santa Catarina, faz reanimação
cardiopulmonar e salva a vida de um passarinho já teve milhares de visualizações
nas redes sociais. Com 40 anos de profissão, Airto Aurino Fernandes não hesitou
em aplicar os procedimentos de emergência após ver o sabiá se chocar contra um
vidro e cair no chão.

“Agi por impulso, ele caiu como morto, fiz a massagem no peito dele e demorou
uns 10 minutos até que reagisse”.

Airto é médico no programa de Estratégia da Saúde da Família (ESF) e, no fim
de outubro, estava a caminho de um atendimento na comunidade rural de Rio
Prainha, quando o carro da equipe quebrou.

Depois de caminhar por cerca de um quilômetro morro a baixo, chegou à casa de
um amigo, em um pesque e pague. Quando tomava um café, o sabiá bateu no vidro.

“Essa foi a primeira vez que apliquei esse procedimento em um passarinho, nem
vi que minha enfermeira estava filmando. A ressuscitação estava demorando tanto
que ela já tinha parado de gravar, quando de repente o sabiá soltou um gemido e
ela recomeçou o vídeo. Quando ele melhorou, mexi nas penas dele, coloquei em um
arbustozinho e ele saiu voando”, contou.

A autora da gravação é a enfermeira Lilian Pereira Colares que compartilhou o
arquivo em um aplicativo de bate-papo com alguns amigos.

“Em menos de 20 minutos, a prefeitura já havia publicado na fanpage do município
e, quando retornamos para o posto central, o porteiro já me disse que estava
emocionado com o vídeo do Dr. Airto”, relatou Lilian.

“Nada vem por acaso. Acho que esse sabiá foi meu prêmio de aposentadoria. Foi
um simples ato de bondade e por causa dele tenho recebido muito carinho das
pessoas, está sendo muito gratificante”, afirmou o médico.

Fontes:
G1.com.br
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Sábado, 11 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

23 ANOS DEPOIS
SAIBA COMO A JUSTIÇA CATARINENSE ACABOU COM BRIGA DE PAI E FILHA
QUE DURAVA MAIS DE DUAS DÉCADAS

Ainda sem completar seu primeiro mês de efetiva instalação, o Centro Judiciário de
Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) que funciona desde 16 de outubro nas
dependências do Fórum José Arthur Boiteux, no campus da UFSC, já tem motivos para
comemorar. Nesta semana, a partir de um trabalho multidisciplinar que envolveu
mediadores voluntários com formação tanto em Direito quanto em Psicologia, foi
possível obter conciliação em processo de natureza familiar que já se arrastava
há mais de 23 anos.

Mais do que encerrar a demanda judicial, explica a juíza Vânia Petermann, titular
do Juizado Especial Cível e Criminal da Trindade, com competência também para
ações de família e cíveis ajuizadas na UFSC, houve a reaproximação entre pai e
filha, litigantes que discutiam alimentos por mais de duas décadas. A magistrada
foi responsável pela designação da sessão de mediação familiar, antecedida pela
participação das partes, em datas distintas, na oficina "Conversas de Família".

As mediadoras voluntárias Flávia Carolina de Fávere e Neusa Kuester Vegini, ambas
capacitadas pela Academia Judicial, levaram uma hora e meia para atingir o
objetivo sempre tergiversado em anos de tramitação judicial. Elas se valeram
da linguagem da comunicação não violenta para identificar as necessidades e
validar sentimentos de pai e filha. Com esse procedimento interdisciplinar,
houve aproximação entre as partes que, além de comporem definitivamente o
conflito, iniciaram diálogos de aproximação por iniciativa própria.

A professora Cristina Mendes Bertoncini Correa, do Escritório Modelo da UFSC,
fez questão de registrar sua satisfação e a euforia de seus alunos que presenciaram
o desfecho consensual do longevo imbróglio, traduzido em abraços trocados entre pai
e filha e na promessa de o primeiro participar ativamente da educação do neto - que
pouco havia visto desde o nascimento.

A juíza Vânia, grande entusiasta da mediação e conciliação, homologou o acordo com
o justo sentimento de que a busca pela justiça pode e deve percorrer caminhos
alternativos e não adversariais para alcançar resultados. Ela observa que, após
a criação da oficina coletiva Conversas de Família e do serviço de mediações
interdisciplinares, a unidade aumentou o índice de acordos para 91% das ações
e viu reduzir abaixo de 10% os casos de descumprimentos.

Essas abordagens, acrescenta, também passaram a ser manejadas em conflitos de
vizinhança e entre familiares na esfera cível com resultados igualmente positivos,
porém ainda sem uma estatística formal. O Cejusc da UFSC destina-se à realização
de sessões de conciliação e mediação judicial e extrajudicial e ao atendimento e
orientação ao cidadão, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19 horas.

Fontes:
TJSC
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Sexta-feira, 10 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

OPINIÃO FUTURÍSTICA
PREFEITURA DE FLORIANÓPOLIS LANÇA CAMPANHA PARA SABER OPINIÃO
SOBRE FUTURO DO SANEAMENTO PÚBLICO DA CAPITAL DO ESTADO

A Prefeitura de Florianópolis quer conhecer a visão da sociedade sobre o futuro
do sistema de esgotamento sanitário desejado para a Capital. Por conta disso,
vai realizar no sábado (11/11) uma reunião ampliada com representantes de
movimentos sociais organizados para que eles exponham suas opiniões e ideias
a respeito do assunto.

Sete engenheiros da CASAN fazem parte da Comissão responsável pelo planejamento:
Alexandre Trevisan, Bruno Kossatz, Carlos Bavaresco, Francisco Pimentel, Gabriel
de Lyra Pessina, Guilherme Campos e Mariana Molleri Fonseca.

Os interessados em participar, devem inscrever-se previamente pelo e-mail
ouvindoasociedade@pmf.sc.gov.br até o dia do evento, informando o nome e o CNPJ
da entidade, bem como o nome do representante.

Na reunião, que acontecerá na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia
de Santa Catarina (CREA-SC), que fica na Rodovia Admar Gonzaga, 2.125, no Itacorubi,
entre 9 e 17 horas, os participantes vão ter 15 minutos, cada, para suas explanações,
da forma que desejarem. Sendo que a ordem de apresentação será a mesma das inscrições.

Após o evento, as contribuições levantadas serão avaliadas para fins de planejamento
da Concepção Geral dos Sistemas de Abastecimento de Água Potável e Esgotamento
Sanitário de Florianópolis, ou seja, os planos para a área de saneamento público
para os próximos anos. Trata-se de um trabalho que vem sendo feito por uma comissão
especial com representação das esferas municipal, estadual e federal criada pelo
decreto municipal nº 17.748/17.

O superintendente de Habitação e Saneamento da secretaria de Infraestrutura, Lucas
Arruda, destaca a importância do trabalho: "Estamos cumprindo determinação do prefeito
Gean Loureiro de ouvir a sociedade no planejamento do saneamento de Florianópolis, e
meta do Plano Municipal de Saneamento Básico, que é a elaboração deste relatório de
concepção geral, e fazendo isso de forma articulada institucionalmente e participativa
junto aos cidadãos. Ao final, toda a cidade é contemplada, pois a melhora dos índices
de saneamento é ganho direto de qualidade de vida , elevando os indicadores de saúde
e ambientais da Capital".

O Plano Municipal de Saneamento Básico pode ser acessado pelo link
http://www.pmf.sc.gov.br/entidades/infraestrutura/?cms=plano+integrado+de+saneamento+basico.

A comissão responsável pelo planejamento em questão é composta por pessoal das
secretarias de Infraestrutura e de Saúde, do Instituto de Planejamento Urbano de
Florianópolis (IPUF) e da Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis
(FLORAM), por parte do município; da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento
(CASAN), da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC),
da Fundação do Meio Ambiente (FATMA) e da Secretaria do Desenvolvimento Econômico
-Sustentável, pelo Estado, e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade
(ICMBio), pela União.

Na reunião ampliada, os membros estarão disponíveis para ouvir os representantes
comunitários e prestar esclarecimentos, uma vez que, por parte dos organizadores,
está prevista apenas uma pequena explanação sobre os objetivos e expectativas do
dia, logo no início do evento.

Fontes:
Casan
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Quinta-feira, 9 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

PONTO FIXO
EM CANOINHAS, POLÍCIA MILITAR REGISTRA TRÁFICO DE DROGAS NA
MESMA RESIDÊNCIA EM MENOS DE UMA SEMANA

Uma mulher de 18 anos e um adolescente de 15 anos foram conduzidos pela
Polícia Militar na madrugada desta quarta-feira, 8. A dupla foi flagrada
com 275 pedras de crack e 16 gramas de cocaína, embaladas e prontas para
comercialização.

Policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM) receberam a informação
de que havia uma movimentação suspeita em uma residência na Rua Paul Harris,
Bairro Argentina, em Três Barras. Com isso, o serviço de Inteligência foi
acionado e, após breve averiguação da denúncia, foi realizada a abordagem.

Na chegada os policiais já encontraram toda a droga em cima de uma mesa.

Esse foi o segundo flagrante de tráfico de drogas na mesma residência em
menos de uma semana.

Na quarta-feira da semana passada, dia 1º, por volta das 16h, policiais
foram informados de que o tráfico estava acontecendo no mesmo endereço.
Na ocasião, um jovem de 21 anos foi flagrado deixando o local com uma
mochila carregada. Quando ele avistou a guarnição, até tentou fugir, mas
não conseguiu ir muito longe.

Na revista pessoal, foi localizado, na mochila, 7,5 gramas de cocaína, 12,6
gramas de maconha, 113 pedras de crack, um revólver calibre 38 (com uma
munição intacta), 944 reais em espécie, três aparelhos celulares, um aparelho
GPS, um caderno com anotações do tráfico e vários cartões bancários com
documentos pessoais. Diante dos fatos, o jovem foi preso em flagrante e o
material apreendido.

Fontes:
Soldado Cláudia Isabel Kreginski Barbosa da Silva
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Quarta-feira, 8 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

MINISTÉRIO PÚBLICO DENUNCIOU
SERVIDOR QUE EXPEDIU HABITE-SE PARA OBRA INACABADA ANTES DO FIM
DA OBRA É CONDENADO POR FALSIDADE IDEOLÓGICA. PRÉDIO ERA DE EX-
PREFEITO DE XAXIM

Um Arquiteto da Prefeitura de Xaxim foi condenado a um ano e dois meses de
reclusão, em regime inicial aberto, e ao pagamento de 11 dias-multa pelo
crime de falsidade ideológica. Em 2012, o réu assinou o habite-se para um
prédio construído pelo então Prefeito Gilson Luiz Vicenzi sem que a obra
estivesse concluída.

A denúncia apresentada pela 2ª promotoria de Justiça da Comarca de Xaxim
relata que, em outubro de 2012, o arquiteto Ricardo Ghizzi, utilizando-se
das prerrogativas do cargo em comissão de Diretor de Departamento que
ocupava à época, declarou que a obra de propriedade do então Prefeito
estava concluída e expediu o habite-se, mesmo que não tivesse portas e
janelas instaladas.

O documento com a informação falsa foi descoberto no início do ano seguinte
, quando um fiscal da Prefeitura, - que já era administrada por um novo
Prefeito - constatou que o habite-se foi concedido para a obra inacabada.
Em seguida, o documento irregular foi revogado por Decreto Municipal.

Em Juízo, o réu confessou o crime, mas disse que o praticou por determinação
de seu superior hierárquico - também engenheiro projetista do prédio -, o
qual afirmou que as aberturas seriam instaladas em no máximo 15 dias. Até
o ajuizamento da ação, em 2014, a situação do prédio era a mesma.

Sustentou o Ministério Público que o réu praticou o crime de falsidade
ideológica, descrito no Código penal como "Omitir, em documento público
ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer
inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de
prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato
juridicamente relevante".

Diante dos fatos apresentados pela 2ª Promotoria de Justiça, o réu foi
condenado pelo Juízo da 2ª vara da Comarca de Xaxim a um ano e dois meses
de reclusão, em regime inicial aberto, e ao pagamento de 11 dias-multa pelo
crime de falsidade ideológica. A pena foi substituída pelo pagamento de
quatro salários-mínimos, mais multa de um salário-mínimo.

A decisão é passível de recurso.

Fonte:
Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC.
Ministério Público de Santa Catarina
Fontes:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Terça-feira, 7 de Novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

MOSCA NO OLHO
DIRETORA DO HOSPITAL DE OLHOS DE FLORIANÓPOLIS ALERTA PARA MANCHAS
QUE APARECEM NO CAMPO DE VISÃO

Você já teve muitos incômodos de uma mosca voando na sua frente e sabe muito
bem o quanto isso é irritante, não é mesmo? Agora, imagine um bocado de moscas
dentro do seu campo de visão, sem conseguir se livrar delas!

Essa possibilidade existe infelizmente, segundo explica a médica oftalmologista
Cláudia Nascimento, diretora clínica do Hospital de Olhos de Florianópolis.
Trata-se de um problema de visão que aflige muitas pessoas, o qual denominamos
“Moscas Volantes”. Elas podem se apresentar como pontos escuros, filamentos,
círculos ou teias de aranha, que parecem estar em movimento na frente dos
olhos, como se fossem insetos indesejados. São percebidas mais facilmente
durante a leitura ou quando se olha fixamente para uma parede branca.

O problema ocorre devido a uma alteração do vítreo, que é o fluído gelatinoso
que preenche o globo ocular. As causas dessa alteração podem ser variadas e
são mais comum em pacientes míopes, ou ainda como resultado do processo natural
de envelhecimento. Essa gelatina que deveria ser homogênea e transparente, se
torna mais espessa em alguns pontos e mais liquefeita em outros. Os locais de
condensação são percebidos como “moscas volantes”. Embora pareçam estar na
frente do olho, elas estão flutuando dentro dele.

O maior problema não são as moscas volantes, mas o que elas podem preceder.
Quando elas aparecem significa que o vítreo, que originalmente se encontra
aderido a retina, está mudando sua relação com ela. Em determinado momento
ele pode tracionar e puxar partes da retina causando rasgaduras. Se não tratadas
a tempo, essas rasgaduras podem ocasionar um descolamento de retina. O tratamento
dessas rasgaduras é realizado com laser. Nos casos onde existem apenas as moscas
volantes, sem comprometimento da retina, a tendência é que com o tempo elas saiam
do eixo da visão e deixem de ser percebidas.

Na dúvida, procure um oftalmologista, explica a diretora do Hospital de Olhos
de Florianópolis.

Fontes:
GS Comunicação
Aldo Grangeiro
Paulo Scarduelli
Edição e Texto Complementar:
Diário de Barra Velha
Daniel Soares






Segunda-feira, 6 de Novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

FATIA DO BOLO
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA PODE APROVAR PROPOSTA
QUE PERMITE AOS MUNICÍPIOS ACESSAREM INFORMAÇÕES SOBRE OPERAÇÕES
DE CARTÕES DE CRÉDITO E DÉBITO. MEDIDA PODE PERMITIR COBRANÇA DE
IMPOSTO SOBRE SERVIÇO PELOS MUNICÍPIOS

Foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia
Legislativa de Santa Catarina, o Projeto de Lei (PL) nº 256/2017, de
autoria do governo do Estado. Por sugestão da Federação Catarinense dos
Municípios - FECAM, o deputado Darci de Matos, líder do governo, apresentou
uma emenda que obriga a Secretaria de Estado da Fazenda a firmar convênio
com a entidade para repassar aos municípios as informações sobre operações
com cartão de crédito e débito. A mudança dará condições legais e operacionais
para que os municípios cobrem o Imposto Sobre Serviços - ISS dessas operações,
uma vez que terão acesso ao relatório fornecido pelas operadoras ao Estado.

A presidente da FECAM, Adeliana Dal Pont, prefeita de São José, acompanhou
a votação na comissão e agradeceu o apoio à pauta municipalista. Ela explicou
que os municípios têm direito a cobrar o ISS das operações com cartão, mas
não têm acesso ao relatório sobre essas transações.

“O governo do Estado tem esses dados, então, essa emenda vai facilitar o
acesso dos municípios à informação”, disse. A Confederação Nacional de
Municípios - CNM estima que R$ 228 milhões por ano poderão ser arrecadados
pelos municípios catarinenses cobrando o ISS sobre as operações com cartão.

O projeto aprovado seguirá agora para tramitação na Comissão de Finanças e
Tributação e depois será analisado no Plenário.

Com a mudança da Lei do ISS, a considerável soma de recursos (aproximadamente
R$ 6 bilhões) que se concentravam em até quatro municípios do Estado de São
Paulo passará a ser distribuída entre todos os municípios do país, uma vez que
a norma de regência determina que o local de arrecadação do imposto é aquele do
tomador do serviço. Para que isso seja possível, a presidente da FECAM afirma
que as administrações municipais precisam dos dados sobre as operações realizadas
por meio dos cartões de crédito e de débito.

Aprovação de leis municipais – Pelo levantamento da FECAM e das 21 Associações de
Municípios, 127 municípios já aprovaram projetos de lei sobre o tema e estão aptos
a receber o dinheiro já no primeiro mês de 2018.

Fontes:
Assessoria de Comunicação
Federação Catarinense de Municípios - FECAM
Edição e Texto Complementar:
Diário de Barra Velha
Daniel Soares






Domingo, 5 de Novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

MELHOR QUE OS GRANDES
PEQUENOS PRODUTORES DE SOJA DE SANTA CATARINA POSSUEM MAIS EFICIÊNCIA
DO QUE OS GRANDES PRODUTORES BRASILEIROS

A Companhia Nacional de abastecimento (Conab), está publicando o relatório
de monitoramento agrícola nacional. O documento destaca informações referente
às pesquisas da safra nas diversas culturas. São informações de área plantada
e/ou a ser plantada, produtividade, produção, câmbio, exportações, monitoramento
agrícola, quadro de oferta e demanda. Consta, também, o acompanhamento de
evolução do desenvolvimento das culturas, evolução da colheita e influência
climática. Aos resultados das pesquisas empreendidas pela Companhia, em todo
território nacional, agregam-se outros instrumentos como: indicadores econômicos
nas áreas de crédito rural, mercado de insumos, custos de produção, como também,
informes da situação climática, acompanhamento agrometeorológico e espectral e a
análise de mercado das culturas pesquisadas.

Segundo apontamento do analista de socioeconomia e desenvolvimento rural, Haroldo
Tavares Elias, do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa),
com base no monitoramento agrícola nacional, Santa Catarina tem aumentado a
eficiência na produção de Soja e obteve uma grande evolução da produtividade
de 2012 a 2016, passando de 2.420 kg/ha para 3.341 kg/ha a maior evolução de
todos os estados produtores de soja. Os dados apontam que a região de Campos
Novos, alcança os melhores índices do estado chegando a 4.200 Kg/ha.

O secretário da Agricultura e da Pesca de Santa Catarina, Moacir Sopelsa comemora
e destaca que “O resultado demostra a importância do trabalho dos técnicos da
Epagri, no aprimoramento das técnicas e tecnologias no campo que agregado ao
trabalho dos agricultores fazem com que o estado alcance tamanha eficiência no
cultivo e produção de soja”. Sopelsa ressalta que, embora Santa Catarina seja
caracterizada por ter em sua maioria pequenos produtores, mesmo assim demonstra
a eficiência da agricultura, obtendo a maior produtividade na cultura/soja, em
relação a grandes produtores.

Outro dado importante aponta que “Santa Catarina é um dos maiores produtores de
sementes de soja do Brasil, possui mais de 100 mil hectares de lavouras destinadas
a sementes, ressalta o secretário da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa. A
soja ganha cada vez mais espaço em Santa Catarina. Em média a área destinada ao
grão aumenta 6% todos os anos e já chega a 706 mil hectares na safra 2017/2018.

Edição e Texto Complementar:
Ana Ceron
Luiz Henrique Monticelli
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fontes:
Diário de Barra Velha
Daniel Soares






Sábado, 4 de Novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

PIOR DO QUE ESTÁ
DEPUTADA DO PT FALA QUE SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE PODE VIRAR
UM CAOS EM SANTA CATARINA, AO SE REFERIR SOBRE POLÊMICA
ENVOLVENDO EXAMES DE ROTINA E ENFERMEIROS

Usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), profissionais e estudantes de
Enfermagem de todo o estado lotaram o Auditório Antonieta de Barros, durante
Audiência Pública para debater o atendimento à população na rede de atenção
básica de saúde. A realização é da Comissão de Saúde, atendendo proposição
da deputada Ana Paula Lima (PT).

A Audiência Pública tratou dos efeitos no atendimento à população na atenção
básica, em função de liminar - derrubada no dia 18 de outubro - que suspendeu
parcialmente a Portaria 2.488/2011, do Ministério da Saúde. Decisão que
impactou na atuação dos profissionais de Enfermagem, com relação à solicitação
de exames de rotina.

“Temos de estar vigilantes na defesa dos direitos”, destacou a deputada Ana
Paula, observando que, caso a decisão judicial seja mantida, vai representar
“um retrocesso no Sistema Único de Saúde e um caos na saúde pública em Santa
Catarina e no país”.

Isso porque exames de rotina na prevenção, identificação e tratamento, como
pré-natal, coleta de material para exame preventivo de câncer uterino,
hepatite C, HIV, sífilis, tuberculose, diabetes, hanseníase e doenças
sexualmente transmissíveis, não poderão mais ser feitos por enfermeiros.

“A Enfermagem zela pela saúde nos hospitais, unidades básicas de saúde e
clínicas, mas especialmente na atenção básica”, acrescentou a enfermeira
Helga Regina Bresciane, presidente do Conselho Regional de Enfermagem –
Coren SC. “Fazemos saúde com qualidade; cuidamos de pessoas, não de doenças”.

Profissionais de Enfermagem de Santa Catarina aprovaram, ao final da Audiência
Pública, uma moção a ser encaminhada ao Conselho Federal de Medicina (CFM) e
aos conselhos regionais, solicitando que retirem da pauta do Judiciário ação
que suspende parcialmente a Portaria 2.488/2011, do Ministério da Saúde.

Também deliberaram sobre a criação de um grupo de trabalho, coordenado pelo
Conselho Regional de Enfermagem – Coren SC e Associação Brasileira de Obstetrizes
e Enfermieros Obstetras – Abenfo SC, com a participação do gabinete da deputada
Ana Paula Lima, para mobilização permanente da categoria. Além de trabalhar para
um dia estadual de mobilização.

Fontes:
Alesc
Assessoria de Comunicação
Lucimara Cardozo - Gabinete Ana Paula Lima
Irene Huscher - ER Blumenau
Edição e Texto Complementar:
Diário de Barra Velha
Daniel Soares







Sexta-feira, 3 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

COM A FORÇA DO SOL
PROJETO PRETENDE LEVAR ENERGIA SOLAR PARA AS 50 MIL INDÚSTRIAS
DO ESTADO DE SANTA CATARINA

A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), a ENGIE e
a WEG lançaram o Programa Indústria Solar, que tem como objetivo incentivar
a geração de energia solar pelas mais de 50 mil indústrias do estado.

"A iniciativa trará muitos benefícios para a nossa indústria, como maior
sustentabilidade e proteção às altas no preço da energia. Temos que salientar
também a importância da parceria estratégia entre a FIESC, ENGIE e WEG, que
junto com os apoiadores CELESC, BRDE e CECRED, tornou possível o programa",
afirmou Glauco José Corte, presidente da FIESC.

O Programa Indústria Solar terá uma primeira fase que consiste de um projeto
piloto que ofertará sistemas fotovoltaicos residenciais com condições
facilitadas para os colaboradores da FIESC, ENGIE e WEG, SESI/SC, SENAI/SC,
IEL e CELESC. No caso da ENGIE e WEG, o programa é válido para funcionários
de todo o país. Os participantes terão acesso a linhas de financiamento com
taxas de juros menores do que as praticadas no mercado, assim como a preços
diferenciados

Na fase seguinte, prevista para 2018, será a vez de colaboradores de outras
empresas catarinenses participarem. Posteriormente, serão as próprias
indústrias as beneficiadas.

"O Brasil ainda explora pouco a fonte solar, mas o crescimento tem sido
exponencial e estamos muito satisfeitos em participar de uma iniciativa
que vai estimular ainda mais a expansão de uma energia limpa", declarou
Rodolfo de Sousa Pinto, presidente da ENGIE Solar.

"A energia solar é uma das melhores opções para reduzir as emissões de gases
do efeito estufa. Todos os envolvidos neste programa entendem a importância
de estimular a geração fotovoltaica para garantir um mundo melhor para nossos
filhos e netos", concluiu Harry Schmelzer Neto, gerente de energia solar da
WEG.

Como funciona a tecnologia

Um sistema fotovoltaico gera energia elétrica por meio da radiação solar.
Normalmente instalado nos telhados, o sistema é a tecnologia mais disseminada
no planeta para a microgeração distribuída de energia limpa e renovável.

As residências e empresas que possuem esses sistemas produzem a própria
energia que consomem, sendo que qualquer excedente é jogado na rede elétrica
e se transforma em créditos junto à Distribuidora. Esses créditos, que possuem
uma validade de cinco anos, são utilizados nos momentos em que a unidade estiver
consumindo mais energia do que gerando, como dias de chuva ou à noite.

Fontes:
Celesc
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Quinta-feira, 2 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

HORA DO EMPREGO
VAREJO DE SANTA CATARINA AVALIA A CONTRATAÇÃO DE TEMPORÁRIOS NO
FIM DE ANO

O comércio catarinense começa a dar sinais de recuperação, de forma cautelosa,
após a grave crise econômica que afetou todo o país nos últimos anos.

A constatação é fruto do levantamento promovido pela Federação das CDLs de
Santa Catarina (FCDL/SC), que apontou a percepção dos empresários sobre o
movimento nas vendas para o dia das crianças e a previsão de contratações
temporárias para o fim do ano. Para 28,9% dos entrevistados, há possibilidade
de abertura de vagas entre os meses de dezembro e fevereiro, atendendo a
demanda do Natal e do verão.

Além disso, 15,4% ainda avaliam se seguirão no mesmo caminho, enquanto 55,7%
refutam esta estratégia para o período.  Os dados fazem parte de consulta
realizada pela entidade junto a 400 empresas associadas com atuação no
varejo nas 20 cidades de maior potencial de consumo no estado.

O mesmo levantamento apontou que as vendas para o dia das crianças foram
iguais ou maiores na avaliação de 86,5% dos empresários. Isso também se
reflete na apuração das consultas ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC)
nos dias que antecederam a data - que medem as vendas no crediário - com
crescimento de 3,82% em comparação ao mesmo período do ano passado. Itens
de vestuário, calçados e brinquedos se destacaram entre os mais procurados
, com tíquete médio de R$ 170,24.

"Os números mostram que estamos seguindo no caminho para retomar o movimento
que tínhamos até 2014, garantindo não só as vendas, mas, sobretudo, os postos
de trabalho e a geração de renda para os catarinenses. Por sua característica
de capilaridade, a situação apontada pelo varejo tende a se estender para os
demais setores da economia", pondera Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC.

Fontes:
PalavraCom








Quarta-feira, 1 de novembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

SEJA POLICIAL
CONCURSO DA POLÍCIA CIVIL TEM EDITAL DIVULGADO. SAIBA COMO FAZER
UM CURSO INTENSIVO GRATUITO

A partir da próxima segunda-feira, 30 de outubro, o Estratégia Concursos
dá início ao Curso Intensivo Gratuito para o concurso da Polícia Civil de
Santa Catarina (concurso Polícia Civil SC). O edital foi publicado na
quinta-feira, com a abertura de 394 vagas para Agente e Escrivão.

As inscrições já foram abertas e as provas devem acontecer no dia 16 e 17
de dezembro. Pouco tempo para se preparar. Por isso, os professores do
Estratégia vão realizar um Curso Intensivo Gratuito para dar um gás nos
seus estudos.

E por falar nisso, durante aulas de Cursos Intensivos, os professores do
Estratégia costumam resolver questões de concurso anteriores, até para
você ir conhecendo desde já o perfil da banca e, claro, o que normalmente
elas costumam cobrar.

Para participar, basta preencher um formulário e acompanhar a programação
das aulas.

A banca organizadora do concurso da Polícia Civil do estado de Santa
Catarina deu início na sexta-feira, 26 de outubro, às inscrições para
o concurso Polícia Civil SC. O edital foi publicado ontem, quinta, no
Diário Oficial do Estado.

São ofertadas 394 vagas para os cargos de Agente e Escrivão da Polícia
Civil. Sendo 200 vagas para o cargo de Agente e 194 vagas para o cargo
de Escrivão.

Para se candidatar a uma das vagas é preciso ter formação em Nível
Superior em qualquer área e ainda possuir Carteira Nacional de Habilitação
(categoria mínima “B”).

Confira a remuneração dos cargos, com carga horária fixada em 40 horas
semanais:

Escrivão: R$ 5.317,94
Agente: R$ 3.842,20

Fontes:
Estratégia Concursos
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Terça-feira, 31 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

BLITZ LIMPA
PREFEITURA E CASAN REALIZAM OPERAÇÃO ESPECIAL CONTRA LIGAÇÕES
IRREGULARES DE ESGOTO NO CAMPECHE

Em ação conjunta, Prefeitura Municipal e CASAN realizaram vistoria nas
ligações de esgoto no Campeche.

O objetivo principal é identificar e lacrar conexões irregulares de esgoto
à rede de drenagem, implantada para conduzir somente água da chuva. Além
de ilegal, a infração causa mau cheiro, extravasamento em vias públicas e
atinge os córregos de água da região, como o Riozinho.

A blitz também deve averiguar casos em que proprietários de imóveis fazem
ligações à rede de esgoto instalada na região mas que ainda não está
operante, à espera da Estação de Tratamento de Esgoto.

A equipe da CASAN é coordenada pelo engenheiro Gabriel Pessina, do Setor
Operacional de Esgote (SEOPE), que estará acompanhado de técnicas de
fiscalização e encanadores. Além de lacrar as ligações irregulares e
notificar os moradores, a ação prevê a limpeza da rede de esgotos com
caminhão hidrovácuo. Por parte da Prefeitura integram a ação profissionais
da Superintendência de Habitação e Saneamento, da Vigilância Sanitária e
da Floram.

A inspeção começou pela Avenida Campeche e transversais e à tarde se estendeu
a outras vias do bairro. Os fiscais pretendiam seguir, preferencialmente, um
roteiro de denúncias recentes feitas à Floram e à Vigilância Sanitária. Os
pontos costumam ser indicados por denúncias dos próprios moradores,
preocupados com a qualidade de vida da região. Uma eventual multa aos
infratores precisa ser aplicada pela Vigilância Sanitária, órgão que tem
essa atribuição e poder de polícia.

A rede de esgotamento sanitário do Campeche, implantada na década passada,
aguarda a construção da Estação de Tratamento de Esgotos do Rio Tavares
para entrar em operação. A unidade terá tratamento será do tipo terciário,
considerado o mais completo, pois remove inclusive fósforo e nitrogênio.

Fontes:
Casan
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Segunda-feira, 30 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

O JUIZ PODE
POLICIAIS SÃO FLAGRADOS EM DIÁLOGO COM SUSPEITOS: QUER MATAR JUIZ MATA,
MAS NÃO MEXE COM A GENTE, DISSERAM PMS

Dois policiais militares foram filmados ameaçando quatro homens e falando que
não tem problema matar juiz e atirar em fóruns e delegacia. O caso ocorreu
em Tubarão, no sul do estado. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar
o caso. A PM informou que os militares foram afastados das funções.

O vídeo circula nas redes sociais. A PM acredita que a filmagem seja de setembro
, período em que o estado registrou ataques a prédios públicos, como mostrou o
Jornal do Almoço deste sábado (28). Os policiais fardados teriam entrado na
residência porque o carro de um deles teria sido arranhado.

"Vocês querem atirar em fórum, querem atirar em delegacia, em fórum faço até
questão que vocês atirem, quer matar juiz, aquele (palavrão) mata, não tem
problema nenhum. Agora, não mexe com a gente", diz um dos militares no vídeo.

O outro PM continua: "Agora eu quero saber quem foi que arranhou meu carro?"
“O senhor, pelo amor de Deus cara, nunca mexi...”, responde um dos homens.
O PM ameaça: "Se eu não souber, isso que aconteceu hoje vai acontecer amanhã”
, afirma.

A divisão de Investigação Criminal de Tubarão abriu um inquérito na sexta-
feira (28) para apurar a conduta dos policiais. Segundo a delegada Regional
de Tubarão, Vivian Garcia Sellig, os policiais e os homens no vídeo foram
identificados.

O comando da Polícia Militar de Santa Catarina informou em nota que vai instaurar
um inquérito policial militar e que afastou os militares de suas funções.

“Tal fato isolado, o qual repudiamos com veemência, será apurado com o rigor
necessário. Neste sentido, reafirmamos o irrestrito respeito e o sincero apreço
por tais Instituições, com as quais mantemos e manteremos duradouras e harmoniosas
relações de cordialidade, parceria e cooperação institucionais”, diz a nota do
comando da PM.

Fontes:
G1.com.br
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Domingo, 29 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

FOI O BOPE
POLÍCIA APREENDE 70 QUILOS DE MACONHA NA GRANDE FLORIANÓPOLIS

Na semana passada, equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope)
realizaram uma grande apreensão de drogas na grande Florianópolis.

Foram localizados em um depósito de entorpecentes, em Palhoça, 70 quilos de
maconha e dois quilos de pasta base de cocaína.

Com base em uma denúncia, policiais militares do Bope realizaram uma operação,
desencadeada no Bairro Ponte do Imaruim. As drogas foram localizadas em uma
área de mata, escondida em tonéis. Ninguém foi preso no local.

Fontes:
Capitão Rafael Vicente
Bope
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha





Sábado, 28 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

SEDE DE JUSTIÇA
CONSUMIDORA QUE FICOU 5 MESES SEM ÁGUA NA TORNEIRA RECEBE INDENIZAÇÃO
EM SANTA CATARINA

A 3ª Câmara Civil do TJ confirmou sentença da comarca de Biguaçu que condenou
concessionária de serviços de água e esgoto ao pagamento de indenização por
danos morais em favor de uma consumidora, que sofreu cinco meses com torneiras
secas em seu condomínio. A falta de abastecimento foi registrada entre os meses
de janeiro e maio de 2013. Sem água para suprir necessidades básicas de higiene,
alimentação e consumo para a família naquele período, a mulher agora receberá
R$ 7 mil.

Em apelação, a concessionária pleiteou a nulidade da sentença por cerceamento
de defesa. Disse que não lhe foi possibilitada a produção de prova pericial
para demonstrar a culpa exclusiva do condomínio, que não dispõe de cisterna
em suas dependências. O desembargador Marcus Tulio Sartorato, relator da
matéria, afastou tal argumento e ponderou que perícia realizada em outra ação
, sobre o mesmo tema, poderia ser usada como prova emprestada.

Ele também não reconheceu a culpa exclusiva ou concorrente da consumidora ou
do condomínio, ao anotar ser público e notório que toda a localidade do "Morro
da Bina", onde está situado o condomínio, foi afetada pelo problema crônico de
falta de água naquele período. Apontou que, na época, a concessionária licitou
obra de redimensionamento e reforço da rede naquela localidade.

"Se a versão da culpa exclusiva do consumidor fosse verossímil, a regularização
do abastecimento pela própria ré não teria solucionado o problema narrado pela
parte autora", concluiu o magistrado.

Fontes:
Tribunal de Justiça de Santa Catarina
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Sexta-feira, 27 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

LIÇÃO PARA APRENDER
DE CADA 100 CIDADES NO ESTADO, SOMENTE 13 CUMPREM META DE
COLOCAR TODAS AS CRIANÇAS NA ESCOLA

Todas as crianças entre quatro e cinco anos devem estar, obrigatoriamente, na escola.
Os municípios, responsáveis por essa universalização da pré-escola, tinham que
alcançar essa meta do Plano Nacional de Educação até 2016. Mas um levantamento do
Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE) mostra que o Estado ainda está bem
distante desse objetivo: apenas 13,56% das cidades do Estado têm todas as crianças
nesta faixa etária em sala de aula. Isso significa que só 40 cidades alcançaram a
universalização na pré-escola. De um total de 186 mil catarinenses nesta faixa
etária, 36,8 mil estavam fora da escola em 2016.

O conselheiro substituto do TCE/SC Gerson dos Santos Sicca explica que os tribunais
de conta do país têm uma diretriz para acompanhar as metas do Plano Nacional de
Educação, mas uma das dificuldades era encontrar dados atualizados. Por isso, o
próprio TCE/SC calculou a estimativa populacional dessa faixa etária e analisou
o número de matrículas. Os dados são referentes a 2016.

- A educação infantil tem uma demanda muito grande. Esse levantamento mais
atualizado permite ao município compreender sua realidade e saber quantas vagas
efetivamente tem que criar. Nós entendemos que para que os planos de educação
funcionem eles têm que ser colocados dentro dos orçamentos para que virem de
fato uma política pública a ser implementada pelos Estados e municípios.

Um dos caminhos para reverter esse cenário é os municípios fazerem uma busca
ativa desses alunos, ou seja, identificar onde estão e trazê-los para a escola,
defende Sicca. Para ele, a educação infantil é um problema estrutural em Santa
Catarina e depende de investimento e apoio do governo federal. Mas os gestores
municipais também devem fazer a parte deles:

- Os planos de educação são política de Estado, não de governo. Independentemente
do gestor que está lá, os planos têm que ser prioridade. Não basta o município ou
o Estado aplicar 25% dos impostos, que é o mínimo que a constituição exige. Eles
têm que trabalhar educação com efetiva prioridade, direcionar recursos para essa
área.

O conselheiro substituto reforça que, diante da crise econômica, é ainda mais
importante os gestores levarem em conta o que é estabelecido nos planos de
educação e identificar quais as áreas mais problemáticas para focar recursos.

Além de ser um direito, ter acesso à educação e de qualidade é fundamental para
o desenvolvimento da criança, afirma o professor do Programa de Pós-Graduação
em Educação da Udesc Lourival José Martins Filho:

- A importância de crianças estarem na escola desde os quatro anos está vinculada
ao direito de viver plenamente a infância, em espaços educativos adequados e
professores qualificados. A sociedade precisa ampliar o olhar para infância.

Precisamos reconhecer o protagonismo das crianças e conseqüentemente valorizar
a prática pedagógica exercida no interior dos contextos educativos de creche e/ou
pré-escolar.

Fontes:
Karine Wenzel
Diário Catarinense
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Quinta-feira, 26 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

SAÚDE EM NOTA
PREFEITURA DE CRICIÚMA GARANTE QUE VERBA DE R$ 1 MILHÃO DO GOVERNO
PARA MANTER HOSPITAL MATERNO FOI OBTIDA PELA ATUAL ADMINISTRAÇÃO

A Prefeitura de Criciúma, através da secretária municipal de Saúde, Francielle
Lazzarin Gava, esclarece que a garantia de R$ 1 milhão, proveniente do Governo
Federal, para manter o Hospital Materno Infantil Santa Catarina (HMISC), foi
viabilizada pelo atual governo municipal, com apoio do secretário executivo de
Articulação Nacional do Estado de Santa Catarina, Acélio Casagrande, e prefeitos
de cidades da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec).

O repasse do recurso foi assegurado pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros. A
Secretaria Municipal de Saúde relembra, ainda, que uma visita técnica, realizada
pelo assessor executivo do Ministério da Saúde, Sérgio Costa, ocorreu no HMISC
no dia 21 de setembro. A Administração Municipal recorda que garantiu auxílio
financeiro de R$ 2 milhões, do Governo do Estado de Santa Catarina, para manter
os atendimentos no HMISC.

A Prefeitura de Criciúma, representada pela secretária municipal de Saúde,
Francielle Lazzarin Gava, reitera seu compromisso com a excelência e qualidade
dos atendimentos prestados na unidade hospitalar.

FANCIELLE LAZZARIN GAVA
Secretária Municipal de Saúde

Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Quarta-feira, 25 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

LISTA ESPECIAL
ESTADO ESTUDA POSSIBILIDADE DE CRIAR CADASTRO ÚNICO DE
PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

O Grupo de Trabalho (GT) encarregado de redigir a proposta para a Lei Catarinense
de Inclusão da Pessoa com Deficiência apresentou, nesta quarta-feira (25), em
reunião da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o anteprojeto de lei
elaborado por representantes de diversas instituições. A comissão deliberou a
realização de seis audiências públicas mesorregionais para debater o assunto.

A proposta toma como base a Lei Brasileira de Inclusão e deve reunir toda a
legislação vigente sobre o tema no estado, incluindo novas políticas públicas.
Entre outras ações, o GT propôs a criação de um fundo para viabilizar recursos
destinados a políticas e ações de inclusão, bem como uma secretaria de Estado
para operacionalizar as ações e implantar um cadastro único da pessoa com
deficiência.

“O grupo trabalhou por quase dois anos com o intuito de reunir direitos já
assegurados na legislação, muitos dos quais ainda não implementados em Santa
Catarina”, informou a promotora Ariadne Klein Sartori. Ela citou dificuldades
como a efetiva capacitação dos servidores e a inclusão das crianças com
deficiência no ambiente escolar, além de avanços na acessibilidade.

O presidente da comissão, deputado José Nei Ascari (PSD), informou que as
sugestões sintetizadas na proposta serão agora levadas ao conhecimento da
sociedade nas audiências públicas. Por ora, o projeto de lei não será protocolado
na Assembleia Legislativa. “Vamos inicialmente tratar o assunto com o governo do
Estado, já que algumas proposições são de iniciativa do Executivo”, disse Ascari,
citando como exemplo a sugestão de criação de uma secretaria de Estado. A minuta
passará, ainda, pelo crivo da Consultoria Legislativa da Casa para adequação à
técnica legislativa.

Fontes:
Alesc
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Terça-feira, 24 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

FICA PARA PRÓXIMA
COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO DA ASSEMBLÉIA
LEGISLATIVA ADIA VOTAÇÃO DAS CONTAS DO GOVERNO DE 2014

Reunida na manhã desta quarta-feira (25), a Comissão de Finanças e Tributação
deliberou pelo adiamento, por mais uma semana, da votação do Ofício 201/2015,
que trata das contas do governo relativas ao ano de 2014.

Inicialmente fixado para esta quarta, a votação da matéria, de procedência
governamental, foi postergada pelo presidente do colegiado, deputado Marcos
Vieira (PSDB), atendendo a um pedido da deputada Luciane Carminatti (PT).

“Estamos fazendo um levantamento detalhado dos números apresentados pelo governo,
principalmente no que se refere à inclusão dos gastos com inativos no percentual
destinado à educação. Pelas informações que temos os outros estados já
regularizaram esta questão e queremos fazer um comparativo com as prestações de
contas dos outros anos para saber se o governo está reiterando nesta prática”,
disse a parlamentar na ocasião.

A matéria já conta com parecer favorável apresentado pelo deputado José Milton
Scheffer (PP).

Fontes:
Alexandre Back
Agência AL
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Segunda-feira, 23 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

PRESIDENTE DO COMÉRCIO
EMPRESÁRIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE É ELEITO PARA COMANDAR
CDLS DE SANTA CATARINA

Ivan Roberto Tauffer, 58 anos, empresário do comércio de São Miguel do
Oeste, foi reeleito em chapa única, ao segundo mandato como presidente da
Federação das CDLs de Santa Catarina, para a gestão 2018-202.

A entidade é a maior e a mais representativa do varejo e serviços no estado,
com 207 CDLs e 42 mil associados.

O processo foi exitoso e marcado por ser o primeiro inteiramente informatizado,
com votação on-line. A adesão registrada pela Comissão Eleitoral foi acima do
total de votantes da última eleição, realizada presencialmente há três anos.

A diretoria inclui Raul Weiss (VP de Assuntos Públicos e Políticos); Raulino
Esbiteskoski (VP Adm/Financeiro); Gilberto Badalotti (VP Serviços); Celito
Schlickmann (VP de Eventos); Olair Klemtz (VP Coordenação Distrital); Walmor
Jung (VP Aperfeiçoamento Empresarial/ CDLs Jovens) e Fátima Granemann (VP
Patrimônio). A gestão inicia em 1º de janeiro e a posse solene será no 18º
Encontro Catarinense de Líderes Lojistas, previsto para abril.

Fontes:
PalavraCom
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Domingo, 22 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

BEM DE SAÚDE
SAÚDE FISCAL DOS MUNICÍPIOS CATARINENSE CHEGA A MAIS DE
90% DA CIDADES CATARINENSES

Durante ciclo de palestras realizado no Oeste e Meio Oeste do Estado,
mais quatro municípios aderiram Programa do MPSC que propõe a melhora
da gestão tributária dos municípios.

O Programa Saúde Fiscal, que tem como principal objetivo dar maior
efetividade à fiscalização tributária e combater à sonegação fiscal
de tributos municipais, agora conta com 270 municípios parceiros, o
que corresponde à 91,5% dos entes catarinenses. A marca foi atingida
na semana passada, durante o ciclo de palestras realizado pelo Ministério
Público de Santa Catarina no Oeste e Meio Oeste do Estado, quando os
Prefeitos de Ibicaré, São Domingos, Faxinal dos Guedes e Xaxim assinaram
os termos de cooperação técnica do programa.

Ao aderir ao Programa, os municípios comprometem-se em adequar sua legislação
e estruturar o seu setor de fiscalização tributária, bem como encaminhar
notícias de crimes de sonegação fiscal à Promotoria de Justiça com atribuição
na área tributária da sua Comarca. O papel do Ministério Público é atuar no
combate à sonegação fiscal, identificando, dentre as informações encaminhadas
pelos fiscos municipais, as condutas que são consideradas crimes e promovendo
as respectivas ações penais.

Fonte:
Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC.
Ministério Público de Santa Catarina
Edição e Texto Complementar:
Diário de Barra Velha
Daniel Soares






Sábado, 21 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

PRÓXIMO DEGRAU
EMPRESA CARIOCA É CONDENADA EM SANTA CATARINA DEPOIS QUE
CONSUMIDORA DESPENCOU DE ESCADA

A 1ª Câmara Civil do TJ confirmou condenação imposta a empresa de artefatos
de metal e plástico sediada no interior do Estado do Rio de Janeiro, por
defeito apresentado em escada metálica por ela produzida, a qual teve rompida
uma de suas hastes e atirou ao chão uma mulher que dela se utilizava para
atividades domésticas. O órgão julgador também procedeu à majoração do valor
devido a título de danos morais, que, somado aos danos materiais, foi fixado
em R$ 20 mil.

A consumidora, com a queda, teve fratura de antebraço e lesões em diversas
outras partes do corpo, além de registrar incapacidade para atividade laboral
por seis meses.

A escada produzida pela empresa teoricamente possuía capacidade para aguentar
até 120 quilos. Não suportou, entretanto, os 71 quilos da vítima. Em recurso,
a empresa sustentou que não há nexo causal entre o suposto acidente e a
utilização da escada, nem provas de queda em decorrência de vício no produto.

Os argumentos não foram acolhidos pelo órgão julgador.

"Há de se considerar que a imperícia da fabricante poderia ter ocasionado um
sinistro de proporções ainda mais graves, colocando a vida e a integridade dos
consumidores em risco", destacou o desembargador Raulino Jacó Brüning, relator
da matéria, ao posicionar-se pela majoração da indenização por danos morais.

A decisão foi unânime.

Fontes:
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo








Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ORDEM DE PARADA
TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO MANDA DEINFRA ANULAR EDITAL
DE LICITAÇÃO PARA MANUTENÇÃO DAS PONTES COLOMBO SALLES E
PEDRO IVO

O Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina (TCE/SC), por meio de
seus conselheiros, considerou ilegal o edital de pregão presencial n.
013/2016, lançado pelo Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra),
para serviços de supervisão, controle e subsídios à fiscalização da execução
de manutenção das pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo Campos, únicos
acessos terrestres à Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis.

O TCE determina ao Deinfra a anulação do edital em questão e a elaboração
de uma nova licitação em razão da adoção da modalidade licitatória pregão
presencial, quando o objeto, no caso concreto, não se enquadraria em
serviço comum de engenharia.

O Tribunal atendeu a uma representação da Associação Brasileira de Engenheiros
Eletricistas e tomou a decisão em sessão realizada em 11 de setembro deste ano.
A publicação do ato no Diário Oficial do TCE, no entanto, ocorreu somente na
quarta-feira, 11 de outubro.

É a partir desta data que passa a contar o prazo de 15 dias para que Wanderley
Teodoro Agostini, presidente do Deinfra, encaminhe ao Tribunal a cópia do ato
de anulação do edital. A decisão do TCE aparece como definitiva, mas conforme
o relator do processo, auditor Gerson dos Santos Sicca, ainda cabe recurso.
A reportagem tentou falar com o presidente do Deinfra, Wanderley Teodoro
Agostini, mas não o localizou.

As pontes Colombo Salles (1975) e Pedro Ivo (1991) são as únicas ligações
entre o continente e a Ilha em operação. Um relatório encaminhado pelo
próprio Deinfra ao Ministério Público em janeiro de 2015 já apontava a
necessidade urgente de intervenção na estrutura das pontes. O estudo
dividido em oito volumes, com 162 páginas, traz um detalhamento inclusive
com imagens subaquáticas que mostram a deterioração da estrutura.

Um dos tópicos alerta para a deterioração estrutural, colocando em risco os
milhares de usuários. Pelo menos 180 mil veículos passam diariamente pelas
pontes, que nunca receberam manutenção adequada.

Fontes:
Diário Catarinense
Leonardo Thomé
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Quinta-feira, 19 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

MEDIDA TÓXICA
GOVERNO DO ESTADO LANÇA DECRETO PARA REGULAMENTAR USO DE
AGROTÓXICOS

A produção de alimentos vegetais em Santa Catarina está fortalecida. Nesta quarta-feira,
18, foi lançado, em ato com a presença do governador Raimundo Colombo, o programa e-
Origem, que permite aos consumidores, por meio da leitura digital de uma etiqueta, saber
a origem de frutas, verduras e legumes cultivados em solo catarinense, além de dados
sobre o uso de agrotóxicos. No mesmo evento, foi apresentado o novo decreto que
regulamenta o comércio e o consumo de agrotóxicos no Estado.

“Teremos um ganho de qualidade extraordinário. Com o e-Origem, já nos supermercados os
consumidores poderão saber as informações de procedência de cada produto catarinense.
É um grande avanço, um passo significativo, que vai permitir que os pequenos produtores
tenham acesso ao mesmo mercado consumidor que os grandes produtores”, explicou Colombo.

Para o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, o novo sistema de
rastreabilidade dos produtos é uma forma de valorização tanto dos produtores quanto dos
próprios consumidores. “Já temos um sistema semelhante nas carnes, e agora inovamos
ampliando o serviço para os hortifrutigranjeiros”, acrescentou.

Fontes:
Governo Santa Catarina
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Quarta-feira, 18 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

DECISÃO LIQUIDADA
JUSTIÇA DE SANTA CATARINA RESPONSABILIZA EMPRESA POR ALAGAMENTO
EM RESIDÊNCIA DE IDOSA

A 3ª Câmara Civil do TJ confirmou sentença de comarca da Grande Florianópolis
que condenou concessionária de serviços de água e saneamento ao pagamento de
indenização por danos morais e materiais, no valor de R$ 10 mil, em favor de
consumidora que teve a casa alagada após o rompimento de uma adutora.

A senhora comprovou que diversos bens móveis de sua residência restaram
submersos e inutilizados. Ela acrescentou que, na condição de idosa e usuária
de diversos remédios, sentiu-se desamparada e perdida diante da situação
causadora de abalo passível de indenização.

Em sua defesa, a concessionária sustentou que não pode ser responsabilizada
porque o rompimento da adutora caracteriza caso fortuito. Garantiu ainda que
, após o ocorrido, atendeu os moradores da região atingida e ainda forneceu
os medicamentos necessários ao bem-estar da cliente. Finalizou ao relatar
que a mulher, na época dos fatos, recusou apoio oferecido para minimizar
os prejuízos registrados.

Para o desembargador Saul Steil, relator da matéria, a tese de caso fortuito
sustentada não merece prosperar, uma vez que a atividade desenvolvida pela
empresa é naturalmente sujeita a riscos, diferentemente de força maior, que
é um evento dotado de imprevisibilidade e inevitabilidade - fatores não
configurados no caso concreto.

"É evidente que o rompimento de uma adutora, ainda que eventualmente por
fatores alheios, constitui risco inerente à atividade explorada pela recorrente
, configurando, quando muito, mero fortuito interno, o que impede o afastamento
de sua responsabilidade", concluiu o desembargador. A decisão foi unânime.

Fontes:
TJSC
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e
Sandra de Araujo
Edição e Texto Complementar:







Terça-feira, 17 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

INCLUSÃO JURÍDICA
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO FIRMA CONVÊNIO PARA ELABORAR
PRIMEIRO DICIONÁRIO JURÍDICO EM LIBRAS DO BRASIL

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina e a Fundação Catarinense de
Educação Especial (FCEE) firmam convênio na segunda-feira (16/10) para
dar início ao trabalho de elaboração do 1º Dicionário Jurídico em Língua
Brasileira de Sinais (Libras).

O projeto, inédito no Brasil, está em estudo desde 2015 e prevê a
criação de uma plataforma on-line no site do TJSC, em que serão
disponibilizados vídeos com traduções em Libras.

Desde que a proposta de colaboração entre as duas instituições foi firmada,
em agosto de 2015, a FCEE passou a realizar pesquisas junto à comunidade
surda brasileira para definição ou criação dos sinais em Libras que agora
comporão o Dicionário Jurídico. Na mesma cerimônia também foram firmados
termos de cooperação técnica entre a FCEE e o Tribunal Regional do Trabalho
da 12ª Região (TRT-12) e o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina
(TRE-SC), referentes ao oferecimento de cursos de Libras para servidores
das duas instituições.

Fontes:
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e
Sandra de Araujo
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares







Segunda-feira, 16 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

EFEITO DOMINÓ
CIDADE DE MORRO GRANDE PODE RECORRER CONTRA FECHAMENTO DE
FRIGORÍFICO DE DELATOR DA LAVA LATO NA JUSTIÇA

O município de Morro Grande poderá recorrer à Justiça contra o fechamento da
unidade da JBS local. O aviso foi dado pelo deputado Manoel Mota (PMDB) na
sessão da Assembleia Legislativa.

“Não querem vender, mas fechar, transformar em monopólio, menos frango, mais
valor! Não tão dando bola porque 40% é dinheiro público, quem construiu a
unidade foi a prefeitura, o estado construiu o acesso, mas não dá para admitir
que não queiram vender e uma ação judicial é o caminho para que não fechem”,
revelou Mota.

Segundo o deputado, a situação é desesperadora.

“São quase 800 empregos diretos, 1,3 mil indiretos e140 agregados. A JBS pediu
para que investissem e os agregados foram aos bancos”, explicou Mota, que previu
leilões de propriedades para pagar os empréstimos e efeito dominó nas unidades
da JBS de Nova Veneza e Forquilhinha.

Mário Marcondes (PSDB) demonstrou pessimismo.

“Já denunciei as isenções dadas pelo estado, não se tem controle social dos
efeitos, para a Mabel (em Araquari) foi dado um terreno, um galpão e 10 anos
de isenção. Acabou a isenção, venderam o terreno e o galpão e foram embora.
Sem querer ser pessimista, os contratos de financiamento são feitos de forma
solta, deve ter pouca amarração jurídica”, avaliou Marcondes.

Kennedy Nunes (PSD) lembrou do caso da Buscar, de Joinville

“Fizeram de tudo para quebrar a empresa e agora, depois de algum tempo, estão
tentando retomar. Vale a luta”, incentivou Kennedy, que sugeriu convidar o
Ministério Público Federal e o Ministério Público Estadual para participarem
da discussão.

“Por se tratar de dinheiro público eles têm de ser convocados para esta luta”.

Fontes:
Alesc
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha









Domingo, 15 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

NO MÊS DO ROSA
JUSTIÇA CATARINENSE CONDENA PLANO DE SAÚDE QUE NEGOU
FAZER RECONSTRUÇÃO MAMÁRIA DE VÍTIMA DE CÂNCER

A 5ª Câmara Civil do TJ confirmou sentença que considerou reparatório -
e não estético - procedimento cirúrgico para reconstrução mamária de
mulher vítima de câncer no seio. A decisão determinou não só que o
plano de saúde arque com os custos da operação, como também indenize
a paciente em R$ 15 mil, pelos danos morais sofridos com a aflição
diante da negativa de cobertura inicialmente sustentada pela empresa.

O procedimento fora prescrito pelo médico da vítima com o objetivo de
reparar ferimentos e melhorar o resultado de cirurgia realizada durante
o tratamento contra o câncer de mama.

Em recurso, a empresa argumentou que o ato cirúrgico tem fundamento estético
e eletivo, não previsto na cobertura contratual e sem relação direta com o
câncer de mama. O desembargador Jairo Fernandes Gonçalves, relator da matéria
, considerou que a cirurgia tem sim finalidade reparadora, pois se trata da
reconstrução de parte do corpo lesionada, em razão do câncer, situação
prevista na cláusula do contrato para coberturas.

"Dessarte, ao contrário do que alega a recorrente, não se tratou de um simples
procedimento eletivo ou meramente estético, proveniente da vaidade da
consumidora apelada, mas sim de uma intervenção necessária para restabelecer
por completo a sua integridade corporal, resguardando sua saúde física e
também seu estado psicológico, indissociável do estado físico em tais casos,
nos quais a mulher tem sua vaidade, sua dignidade e sua autoestima abaladas,
vulneradas, ao ver-se mutilada em razão de patologia agressiva e de difícil
tratamento como o câncer mamário", concluiu o magistrado. A decisão foi
unânime. A ação transcorre em segredo de justiça.

Fontes:
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra
de Araujo
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Sábado, 14 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

SENTIMENTO DO CÃO
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA APOIA PROJETO DE LEI QUE CONSIDERA CACHORROS
E GATOS COMO ANIMAIS SENCIENTES

Entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Conselho Regional
de Medicina Veterinária (CRMV) manifestaram apoio ao Projeto de Lei (PL)
160/2017, que reconhece cães e gatos como seres sencientes, ou seja,
dotados de sentimentos, como os seres humanos. A proposta, que está em
tramitação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, foi tema de uma
audiência pública realizada pela Comissão de Turismo e Meio Ambiente,
na manhã desta quarta-feira (11), solicitada pelo deputado Valdir
Cobalchini (PMDB), que é o relator da matéria na Comissão de Constituição
e Justiça (CCJ).

O PL 160/2017 é de autoria do deputado Fernando Coruja (PMDB), que presidiu
a audiência. Ele altera o artigo 34-A do Código Estadual de Proteção aos
Animais (Lei 12.854/2003), reconhecendo cães e gatos
“como seres sencientes, sujeitos de direito, que sentem dor e angústia.”

Os participantes do encontro manifestaram, de forma unânime, apoio ao
projeto, porém defenderam a ampliação da condição de seres sencientes aos
animais em geral. A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos
Animais da OAB de Santa Catarina, Maria Helena Machado, afirmou que a
ciência já comprovou que os animais têm sentimentos. Para ela, o PL dará
mais segurança jurídica nas decisões judiciais que envolvam cães e gatos,
por exemplo, além de possibilitar punições mais severas a agressores desses
bichos.

O presidente do Instituto Ambiental Ecosul e membro do Grupo Especial de
Defesa dos Animais do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Halem
Guerra Nery, também defendeu a ampliação da condição de senciente a outros
animais, mas reconheceu que o reconhecimento de cães e gatos já é um avanço.
O presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Santa Catarina
(CRMV-SC), Pedro Jeremias Borda, afirmou que a preocupação com o bem-estar
animal deve levar em consideração animais domésticos e com fins econômicos.

Daniel Ribeiro, do Instituto É o Bicho de Florianópolis, o vereador Bruno
Hartmann (PSDB), de Lages, e os deputados Antonio Aguiar (PMDB) e Darci de
Matos (PSD) reforçaram o apoio ao projeto de lei. Darci, na condição de
líder do governo na Alesc, comprometeu-se a trabalhar pela aprovação da
proposta em plenário e pela sua sanção pelo governador.

O deputado Fernando Coruja descartou a possibilidade de incluir mais animais.
Para ele, tal medida poderia ter a resistência de segmentos da sociedade,
dificultando a aprovação da proposta.

O PL 160/2017 está em análise na CCJ. Antes de ir para votação em plenário,
deve passar pela Comissão de Turismo e Meio Ambiente.

Fontes:
Marcelo Espinoza
Agência AL
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Sexta-feira, 13 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

FALTOU O RESPEITO
DEPUTADOS CATARINENSES CRITICAM CLIMA DE INTOLERÂNCIA E
FALTA DE RESPEITO

Membros das bancadas do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido
Social Democrático (PSD) criticaram o clima de intolerância que, na
opinião deles, assola o país.

“A revista Veja publicou uma reportagem eu diria em tom ofensivo ou
discriminatório contra os evangélicos, nenhum movimento religioso é
perfeito, somos sujeitos à falhas, mas quero destacar o caráter
inclusivo dos movimentos evangélicos”, discursou Ismael dos Santos
(PSD) na abertura da sessão desta terça-feira (10).

O deputado confessou que ficou inconformado com uma frase da reportagem.

“É um desapontamento sem dúvida e as cabeças pensantes deste país se
tornam impacientes com a frustração de ver os cultos evangélicos
crescerem, enquanto em Nova York as pessoas frequentam concertos”,
citou Ismael, que garantiu tratar-se de uma mentira, uma vez que
espaços de shows da metrópole americana abrigam concertos de música
evangélica contemporânea.

Ana Paula Lima (PT) se solidarizou com o colega representante de Blumenau.

“Falta respeito às pessoas, somos seres humanos, queremos a paz, o amor
e a tolerância, não leio essa revista, há muitos anos que não leio, sou
solidária à comunidade evangélica, mas é preciso olhar para dentro da
gente, às vezes estamos praticando este tipo de ódio e intolerância”,
afirmou Ana Paula.

Padro Pedro Baldissera (PT) lembrou o suicídio do ex-reitor da UFSC, Luiz
Carlos Cancelier.

“Sua morte abalou a todos, gerou debates por causa do clima de exceção que
ronda o país, hoje se acusa e se aponta o outro com muita facilidade e com
a luz da mídia”, advertiu Padre Pedro.

O deputado questionou o Judiciário.

“Fico me perguntando se esta é a Justiça que nós buscamos? Será que este é o
caminho? Será que tratar todos como condenados sumariamente é a saída para a
moralização do país? É preciso que a justiça promova a justiça e defenda a
vida acima de qualquer coisa”, argumentou Padre Pedro.

Fontes:
Alesc
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Quinta-feira, 12 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

PIRÂMIDE EM RUÍNAS
POLÍCIA CIVIL PRENDE ENVOLVIDOS EM ESQUEMAS DE PIRÂMIDES FINANCEIRAS

Nas últimas semanas, um dos crimes que assombra a rotina de catarinenses é
um sistema de pirâmide conhecido como "Giro Solidário" ou "Ajuda Mútua",
em que através de grupos de whatsapp pessoas são aliciadas para participaram
com contribuição em dinheiro, diante da promessa de ganhar pelo menos oito
vezes o valor investido. Investigações já estão sendo feitas nas Regionais
de Concórdia e São Miguel do Oeste.

Nesta terça-feira, 10, a Delegacia de Polícia de Seara desencadeou uma
operação denominada "Dinheiro Sujo", que visava coibir as ações. Seis mandados
de busca e apreensão foram cumpridos – um deles em Concórdia, outros cinco em
Seara. Sete pessoas foram conduzidas à Delegacia e três delas foram presas
em flagrante por crimes contra a economia popular e associação criminosa.
Também foi apreendido celulares, agendas, recibos, extratos bancários,
fotografias e outros documentos. De acordo com o Delegado responsável pelo
caso, há muitas vítimas que ainda não procuraram a Polícia Civil e que
podem procurar a Delegacia mais próxima para registrar inquéritos.

Em São Miguel do Oeste, a Polícia Civil já identificou participantes e
aliciadores, que agora são alvos de investigação criminal. Nesta semana,
cumpriu-se diligências, as quais resultaram na apreensão de celulares de
suspeitos, cujo conteúdo comprova a prática do crime, aponta outros
criminosos e vítimas do esquema. Também houve quebra de sigilo bancário e
bloqueio de bens.

Segundo as investigações, a pirâmide exige que os interessados contribuam
com R$ 125,00 e angariem novos participantes para o grupo, que também passam
a contribuir. Apurou-se que, dentro de alguns grupos, uma mesma pessoa
utilizava nomes e telefones diferentes, o que tornava a exploração ainda mais
nefasta.

A Polícia Civil adverte que atividades desta natureza caracterizam crime e
podem, portanto, resultar em responsabilização por parte daqueles que a promovem.

Quem tiver conhecimento de fatos semelhantes e ou sentiu-se enganado por
integrar quaisquer grupos de "Ajuda Mutua" ou "Giro Solidário" deve procurar
a Polícia Civil de sua cidade e relatar o fato.

Fontes:
Polícia Civil SC
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Quarta-feira, 11 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

NOVA APOSTA
AGRICULTORES CATARINENSES INVESTEM NA PRODUÇÃO DE SILAGEM

A produção de silagem é a nova aposta dos agricultores catarinenses. Para acompanhar
um setor leiteiro em constante crescimento, os produtores rurais ampliam a área
destinada ao cultivo de milho silagem e investem na produtividade. Só na última
safra foram produzidos 9,5 milhões de toneladas de milho silagem, 14,39% a mais do
que na safra 2015/16, e a expectativa é de que a próxima colheita seja ainda maior.

O grande destaque na produção de silagem está nas regiões de Chapecó e São Miguel
do Oeste, que juntas somam em torno de 105 mil hectares de área plantada - 48% do
total do estado – e mais de 4,5 milhões de toneladas colhidas na última safra.

Como a produção de silagem e a de leite andam juntas, as regiões também são
referências na pecuária leiteira. Chapecó e São Miguel do Oeste são as maiores
produtoras de leite do estado, com forte expansão nos últimos anos, participando
com aproximadamente 30% de toda a produção catarinense

A Secretaria da Agricultura e da Pesca tem uma grande participação nesse incremento.
Boa parte das sementes disponibilizadas pelo Programa Terra-Boa é destinada ao
plantio de milho silagem, em especial pelos pequenos produtores.

A participação das sementes disponibilizadas pela Secretaria da Agricultura do
Estado, por intermédio do programa Terra Boa alcança 220 mil sacas por ano, sendo
que, o maior volume destas é destinado ao plantio de milho silagem, em especial
pequenos produtores. Este ano o Programa tem recursos de R$ 50,9 milhões para
atender 70 mil agricultores com apoio para aquisição de sementes de milho,
calcário, kit forrageira e kit apicultura.

Fontes:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Segunda-feira, 9 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ROTA GELADA
ROTA TURÍSTICA CAMINHOS DA NEVE É APROVADA POR DEPUTADOS
CATARINENSES

Os deputados estaduais catarinenses aprovaram, na sessão ordinária, o Projeto
de Lei (PL) 97/2017, de autoria do deputado Milton Hobus (PSD), que institui
a Rota Turística Caminhos da Neve em Santa Catarina. A proposta foi aprovada
em primeiro turno e passará por nova votação nas próximas sessões.

Conforme o autor do projeto, o objetivo é valorizar o potencial turístico da
Serra Catarinense e interligar a região à Serra Gaúcha.

“É uma das regiões mais bonitas do mundo e tem uma vocação para atrair turistas
de outros países”, afirmou Hobus. “A rota é um produto que poderá ser vendido
e comercializado com o objetivo de atrais mais turistas e desenvolver, de forma
sustentável, toda a região.”

O deputado afirmou que um projeto semelhante tramita na Assembleia Legislativa
do Rio Grande do Sul, para criar a rota Caminhos da Neve no estado vizinho e
interligar as duas regiões serranas.

“Vamos envolver todos os municípios para criar ações concretas para que a Serra
catarinense se desenvolva”, completou. Hobus citou obras que vão auxiliar nessa
interligação, como a pavimentação da rodovia que liga São Joaquim a São José dos
Ausentes (RS).

O prefeito de Rio Rufino e representante da Associação dos Municípios da Região
Serrana (Amures), Thiago Costa, ocupou a tribuna da Alesc para comentar sobre a
proposta da rota turística. “Esse projeto só vem a incrementar e melhorar a região.
Vai valorizar nossas paisagens, nossa cultura, nossas tradições. Se for bem
explorada, temos condições de ter uma das rotas mais bem exploradas”, disse Costa,
que pediu verbas para a implantação da rota.

O prefeito de São Joaquim, Giovani Nunes, também se manifestou sobre o PL. Ele
destacou que ao incentivar o desenvolvimento da Serra, a rota trará benefícios
para todo o estado. “Sabemos que o peso eleitoral da Serra não é muito viável
para os deputados, mas pedimos apoio dessa Casa, porque a Serra é uma joia a ser
explorada”, afirmou.

Os deputados Cleiton Salvaro (PSB), Nilso Berlanda (PR), José Nei Ascari (PSD),
Maurício Eskudlark (PR), Rodrigo Minotto (PDT), Antonio Aguiar (PMDB), João Amin
(PP), Kennedy Nunes (PSD) e Cesar Valduga (PCdoB) elogiaram a iniciativa da rota
turística. O PL 97/2017 segue para votação em segundo turno.

Fontes:

Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Terça-feira, 10 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

DATA ESPECIAL
DELEGACIA DE POLÍCIA DE DESAPARECIDOS COMPLETA QUATRO ANOS
EM SANTA CATARINA

No dia 24 de setembro, a Delegacia de Polícia de Desaparecidos (DPPD) da
Polícia Civil de Santa Catarina completou 4 anos de atividades. Desde sua
criação, a especializada reduziu o número de registros de desaparecidos
no Estado de 18 mil para 2,6 mil desaparecidos.

Com campanhas de conscientização, trabalhos de identificação de moradores
de ruas e outras ações, aos poucos, a DPPD foi escrevendo seu nome na
página da instituição e de Florianópolis. De acordo com o Delegado Wanderley
Redondo, a Delegacia de Desaparecidos hoje tem a intenção de trabalhar caso
a caso, pois muitos reaparecimentos não são registrados por familiares.
Desta forma, o número permanece o mesmo, se não houve uma procura e um
atendimento personalizado da Delegacia. "Cerca de 90% do casos são falta
de comunicação. A família só registra o desaparecimento", confirma.

Entre as ações da DPPD nestes quatro anos, a identificação de uma ossada em
Navegantes é um dos mais conhecidos. Há 1,5 ano coletando DNA de familiares
de desaparecidos junto com o IGP, a vítima foi identificada em Navegantes
por esse trabalho, quando seu DNA foi reconhecido no banco de dados.

Todos os registros de desaparecidos no Estado passam pela DPPD e são
confirmados pela especializada.

Fontes:
Polícia Civil de Santa Catarina
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Domingo, 8 de Outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

LOJINHA DA ÉPOU
POLÍCIA CIVIL APREENDE PRODUTOS VENDIDOS SEM AUTORIZAÇÃO DE
FABRICANTE EM CHAPECÓ

A Policia Civil, através da Divisão de Defraudações (DD), da Diretoria Estadual
de Investigações Criminais (DEIC), cumpriu um Mandado de Busca e Apreensão, com
o objetivo de apurar crimes de violação a direitos autorais, na cidade de Chapecó,
no Oeste.

Foram apreendidos objetos expostos à venda, ocultados e armazenados, sem a devida
autorização e com violação a direito autoral. Foram apreendidos objetos das marcas
Apple, Motorola, Cartoon Network e Marvel Characters.

De acordo com a Polícia, o proprietário não estava no local, no momento do
cumprimento do mandado, mas responderá pelos crimes de violação a direito autoral
e contra a relação de consumo.

As buscas ocorreram em uma empresa distribuidora de capas e acessórios para aparelhos
celulares. Ainda, no local foi encontrado maquinário (impressora) utilizado para
confeccionar capas de celulares. “A Divisão de Defraudações da DEIC tem empreendido
esforços para combater a pirataria no território catarinense”, concluiu o Delegado
Raphael Warmeling.

Fontes:
Polícia Civil
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Sábado, 7 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

QUEM É VOCÊ
IBGE E SECRETARIA DE AGRICULTURA E PESCA LANÇAM SENSO
AGRO 2017

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Secretaria
de Estado da Agricultura e da Pesca lançaram o Censo Agro em Santa
Catarina. De outubro a fevereiro, 900 recenseadores e agentes censitários
do IBGE visitarão em torno de 200 mil estabelecimentos agropecuários no
estado para colher informações sobre o meio rural catarinense.

A apresentação do Censo Agro 2017 acontecerá às 10h no auditório da
Secretaria da Agricultura, em Florianópolis.

Os produtores rurais vão responder questões sobre o tamanho da propriedade
, o que e quanto produzem, quais máquinas utilizam, entre outros temas.
Por lei, as informações prestadas pelos produtores são utilizadas única e
exclusivamente para fins estatísticos e jamais são repassadas para qualquer
outro órgão governamental ou empresa de marketing.

O Censo Agro é fundamental para que decisões sobre o setor rural brasileiro
sejam tomadas de maneira correta. Os resultados obtidos são essenciais para
a formulação e avaliação de políticas públicas, para estudos acadêmicos,
desenvolvimento de projetos de instituições de pesquisa e para decisões
quanto a investimentos públicos e privados. O questionário do Censo Agro
foi simplificado. O objetivo foi dar mais agilidade à coleta de dados,
permitindo que, em média, três estabelecimentos agropecuários sejam visitados
pelos recenseadores a cada dia.

Fontes:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Sexta-feira, 6 de outubro de 2017


NOTICIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ESTADO POLICIAL
DEPUTADOS LAMENTAM MORTE DE REITOR DA UNIVERSIDADE DE
SANTA CATARINA E ATÉ O MINISTÉRIO PÚBLICO FOI ENVOLVIDO
NO CASO

Vários deputados de diversos partidos se revezaram na tribuna para lamentar
a morte do reitor da UFSC, professor Luiz Carlos Cancelier, e criticar a
ação do chamado estado policial.

“Fiquei um tempo perplexa, tentando entender, acompanhamos todo esse
processo da denúncia, dos holofotes, da mídia, da quantidade de veículos
, como se fosse espetáculo circense, mas estamos esquecendo a Constituição
e o princípio fundamental de que se é inocente até que se prove o
contrário”, discursou Luciane Carminatti (PT) na sessão de terça-feira
(3) da Assembleia Legislativa.

Para a deputada, o pais deve continuar perseguindo o combate a corrupção
, mas sem o assassinato moral do cidadão.

“Depois pode ser considerado inocente”, ponderou Carminatti, que lembrou
o caso do ex-prefeito de Brusque, Paulo Eccel.

“Sem o suporte de amigos, quem sabe não teríamos uma tragédia?”, argumentou
a representante de Chapecó, referindo-se à absolvição de Eccel pelo Tribunal
Superior Eleitoral (TSE).

Rodrigo Minotto (PDT) leu na tribuna a nota do procurador-geral do estado.

“Ele padeceu sob abuso de autoridade”, sentenciou Minotto, que pediu a
apuração das responsabilidades civis das autoridades policiais e judiciárias
envolvidas. Para Antonio Aguiar (PMDB), o “reitor foi condenado e empurrado
por forças invisíveis”.

Darci de Matos (PSD) propôs uma reflexão. “Espero que possamos refletir,
sobretudo as instituições, porque ele foi preso sem necessidade e tirou
sua própria vida, temos de impedir que o estado policial se instale no
Brasil, está havendo um exagero, se denuncia e depois manda o release
para a Rede Globo, um processo de execração pública das pessoas”, denunciou
o líder do governo.

Kennedy Nunes (PSD) criticou duramente o Ministério Público Federal (MPF)
e a imprensa.

“Na coletiva à imprensa a primeira pergunta respondida foi por que o nome
ouvidos moucos. Na minha opinião as entidades foram envenenadas pela
vaidade, uma forca em que todos que passam por este caminho vão se enforcar
”, alertou Kennedy.

Para o representante de Joinville, as instituições estão sofrendo a
influência das pessoas.

“A primeira coisa que fazem é procurar um marketing de um nome e o nome
dá a tônica. Estão muito mais preocupados em aparecer do que investigar”,
argumentou o parlamentar, que destacou a resposta dada à segunda pergunta
da coletiva.

“Ele não quis dar informações de desvios que ocorreram em gestões anteriores
”, relatou um indignado deputado.

Fontes:
Alesc








Quinta-feira, 5 de Outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

TEM QUE DAR EXEMPLO
COMISSÃO DE DEPUTADOS APROVA IDEIA DE QUE PRÉDIOS PÚBLICOS
PRECISA SER CONSTRUÍDOS DE FORMA SUSTENTÁVEL

Por unanimidade de votos, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da
Assembleia, apresentou na manhã desta terça-feira (3) parecer favorável
ao Projeto de Lei (PL) 133/2016, do deputado Gabriel Ribeiro (PSD), que
dispõe sobre a adoção de práticas e métodos sustentáveis em construções
executadas pelo governo do Estado.

Estruturado em seis artigos, a proposta relaciona uma série de medidas a
serem observadas durante a execução de edificações públicas. Entre elas,
a busca pela eficiência energética, qualidade e procedência de materiais,
bem como a adoção de técnicas que proporcionem a redução, reutilização e
reciclagem de materiais.

Durante a votação, os membros do colegiado seguiram o encaminhamento proposto
pelo relator, o deputado Mauro de Nadal (PMDB), pela constitucionalidade da
matéria, com base na competência dos estados e do Distrito Federal em legislar
de forma complementar a União no que se refere à proteção do meio ambiente.

No parecer aprovado também foram rejeitadas duas propostas de teor similar que
estavam apensadas ao projeto de Gabriel Ribeiro: o PL 25/2015, do deputado
Fernando Coruja (PMDB) e o PL 377/2015, do ex-deputado Jean Leutprecht (PCdoB).

O texto aprovado também recebeu duas emendas de autoria do próprio relator. A
primeira delas, de caráter aditivo, para prever também a reutilização de
efluentes tratados em “usos menos nobres e não potáveis”. A outra, modificativa
, para acrescentar a adoção de sistemas de captação e acumulação de águas de
chuva para atenuar picos de vazões devido à impermeabilização ocasionada pela
implantação de edificação.

“Considerando as razões do Poder Executivo, trazidas aos autos por meio dos
documentos supracitados [diligenciamentos], bem como pela Informação Técnica
da Fatma, entendo que devem ser promovidas as adequações necessárias ao texto
original do PL 133/2016”, disse Nadal na ocasião.

Com a decisão, a matéria segue para as comissões de Turismo e Meio Ambiente
e de Transportes e Desenvolvimento Urbano.

Fontes:
Alexandre Back
Agência AL







Quarta-feira, 3 de Outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

BOA DE CUCA
SUPERMERCADO DE SÃO BENTO DO SUL CRIA A MAIOR CUCA DO BRASIL
E RECEBE TROFÉU

O Germânia Supermercados, da cidade de São Bento do Sul (SC), entra para
o RankBrasil pela superação do recorde de Maior cuca do Brasil. A iguaria
com recheio de banana pesou 959,01 kg e mediu 144,9 m de comprimento por
40 cm de largura, resultando em 57,96 m².

O desafio aconteceu em 23 de setembro, durante o 2º Festival de Cucas, que
fez parte das comemorações de emancipação do município. A representante do
RankBrasil, Elisangela Arruda conferiu peso e medidas, registrando a nova
marca com entrega de troféu.

Cinco pessoas trabalharam na produção. Para preparar a massa foram necessários
343 kg de farinha de trigo, 62 kg de açúcar refinado, 51,5 l de ovo líquido,
62 kg de margarina e outros ingredientes. A farofa levou 260 kg de farinha de
trigo, 88 kg de açúcar refinado, 88 kg de margarina, entre outros produtos.

Já o recheio foi feito com 2,4 mil bananas.

Fontes:
RankBrasil
www.RankBrasil.com.br
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Terça-feira, 3 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

HERÓI DO DIA
CRIANÇA É SALVA PELOS BOMBEIROS NO DIA DO ANIVERSÁRIO DE 91
ANOS DA CORPORAÇÃO

Entre todas as felicitações pelo dia 26 de setembro, dia do Bombeiro
catarinense, uma foi mais que especial: a possibilidade de salvar uma
vida. Passava da uma da tarde, de terça-feira (26/9), quando um casal
em pânico entrou no Centro de Ensino Bombeiro Militar, no bairro
Trindade, em FLorianópolis. Nos braços, o filho de um ano e três meses,
inconsciente e em parada cardiorrespiratória (ausência de pulso cardíaco
e de respiração), já aparentando cianose (extremidades da boca, dos olhos
e dedos das mãos e pés na cor roxa).

Ao se aproximar do casal, a aluna Sargento Krueger recebeu a criança e
a levou para dentro de uma sala do Centro de Ensino. Imediatamente, ela
começou a fazer o procedimento de reanimação cardíaca e respiratória. Ao
lado dela, já estavam os Sargentos BM Amorim e Jacymir. O trio em sintonia
, começou a agir. Nas primeiras compressões torácicas e ventilações a
criança voltou a ter pulso, a respirar e logo abriu os olhos.

Difícil mesmo, foi conter as lágrimas de todos.

“Hoje também é aniversário da minha filha e tive a oportunidade de poder
ajudar uma mãe,” disse a Bombeira Krueger, emocionada.

Ela e os Sargentos que atenderam a ocorrência são instrutores de atendimento
pré-hospitalar do Centro de Ensino da corporação.

“É estar no momento certo, na hora certa. Algumas coisas não tem explicação
”, completou o Sargento BM Amorim, que fará 30 anos de efetivo serviço no
ano que vem.


“Foi tudo muito rápido. Na hora a gente só pensa em agir. Nem pensamos em fotos
, em nomes, em nada, só nos concentramos na vítima e em tentar buscar a vida”,
concluiu o Sargento Jacymir.

Mais tarde, descobrimos que o menino estava fazendo reabilitação numa clínica
de fisioterapia nas imediações do Centro de Ensino, quando teve um quadro
convulsivo e perdeu os sentidos, progredindo para parada respiratória e
cardíaca. Ele sofre de uma doença degenerativa.

Fontes:
Colaborou o Tenente Coronel Helton de Souza Zeferino, comandante do 1°BBM,
coordenador de APH do CBMSC.
Texto: Krislei Oechsler- Jornalista- ccs@cbm.sc.gov.br- 48-98843-4427
Centro de Comunicação Social
Corpo de Bombeiros Militar







Segunda-feira, 2 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

AO PÓ VOLTARÁS
DEPUTADO FEDERAL CATARINENSE QUER BARRAR IMPORTAÇÕES
DE LEITE EM PÓ

Na última quarta-feira (20), o deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC)
esteve na reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite e
Derivados, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA),
para acompanhar as decisões do setor sobre a crise que afeta os produtores
do país.

As instituições membros e convidados permanentes que compõe a Câmara decidiram
rever a decisão de excluir os lácteos do acordo de livre comércio do Mercosul.

“O colegiado decidiu também que vai oferecer uma lista de produtos lácteos
para negociação com a União Europeia”, informou o deputado Colatto.

A ideia é abrir cotas de importação para produtos lácteos europeus. Em troca,
os brasileiros poderiam até exportar leite in natura para o bloco. As negociações
devem ser finalizadas até o final do ano.

Nesta semana, o deputado Colatto deve se reunir com a Secretaria de Comércio
Exterior (SECEX) do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços
(MDIC) para buscar opções de barrar as importações de leite em pó.

Fontes:
Assessoria de Imprensa deputado federal Valdir Colatto (PMDB/SC)








Domingo, 1 de outubro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

CARGA PESADA
NOVA ETAPA DA TRANSFERÊNCIA DE CARGA DA PONTE HERCÍLIO
LUZ COMEÇA DIA 8 DE OUTUBRO

A próxima etapa da transferência de carga da Ponte Hercílio Luz tem
início programado para a sexta-feira, 6 de outubro, a partir das 22h.

A decisão foi anunciada após reunião com representantes de diferentes
órgãos do Governo do Estado e da Prefeitura de Florianópolis.

A nova operação dá continuidade ao trabalho iniciado em fevereiro deste
ano, quando foram transferidos inicialmente 20% da carga da ponte (com
deslocamento de cerca de 10 centímetros) entre a noite do dia 11 e a
madrugada do dia 12 de fevereiro. O procedimento é necessário para que
o peso da obra original seja depositado gradativamente na estrutura
provisória construída abaixo da ponte exclusivamente para a restauração.

Agora, os 80% restantes serão transferidos em quatro novas operações,
realizadas sempre à noite, para evitar influências térmicas. Em cada
uma, ocorrerá um novo deslocamento de 10 centímetros da estrutura da
ponte. Junto ao procedimento de fevereiro, o deslocamento completo
somará 50 centímetros.

A primeira destas quatro novas operações será no dia 6 e as outras três
serão também no início de outubro, mas não necessariamente em dias
consecutivos. Após cada novo deslocamento concluído, será realizado
um completo trabalho de monitoramento antes de liberar a operação seguinte.
O engenheiro fiscal da obra, Wenceslau Diotallévy, explica que um sistema
de monitoramento online vai mapear, em tempo real, 200 pontos ao longo da
estrutura da ponte, emitindo alertas em caso de qualquer variação imprevista.

Desta vez, será interditado apenas o tráfego de embarcações embaixo da ponte
durante os períodos de transferências de carga. Não está previsto fechamento
do trânsito de veículos nas rodovias abaixo da ponte, nem deslocamento da
região. Tais ações serão necessárias apenas em caso de alguma irregularidade
ser identificada ao longo do período de monitoramento.

A data da transferência poderá ser alterada em caso de previsão de chuvas
ou ventos fortes. Uma nova reunião nesta sexta-feira, 29, vai definir os
detalhes do plano de contingenciamento a ser deflagrado durante as operações
de transferência.






Sábado, 30 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

NO AR
GOVERNO DO ESTADO FAZ CONTRATO EMERGENCIAL PARA HELICÓPTERO
DO SERVIÇO AEROPOLICIAL NO SUL DO ESTADO

O helicóptero do Serviço Aeropolicial (Saer) Sul voltou a atender as
emergências de segurança pública e médicas, segundo anunciou o vice-
governador Eduardo Pinho Moreira em solenidade na Associação Empresarial
de Criciúma (ACIC), nesta segunda, 25.

“O contrato foi assinado. E, para os prefeitos da região, falei que eles
têm compromisso com o Governo do Estado para colocar médicos e enfermeiros
à disposição para os atendimentos na área de saúde”, acrescentou Moreira.

De acordo com o vice-governador, é um contrato emergencial envolvendo
Governo do Estado, Secretaria de Segurança Pública e a Helisul, específico
para a aeronave do Saer Sul.

“Nos próximos dias, já estaremos lançando um edital para contratação deste
serviço por até cinco anos. Ou seja, como sempre disse, este helicóptero não
sai mais da região”, concluiu. O Serviço Aeropolicial atende desde Garopaba
até Passo de Torres, na divisa com o Rio Grande do Sul.

Fontes:
Governo de Santa Catarina
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Sexta-feira, 29 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

CHURRASCO DOS INFERNO
EMPRESA DO RAMO ALIMENTÍCIO É CONDENADA DEPOIS QUE
CLIENTE ENCONTROU CORPO ESTRANHO EM LINGUIÇA

A 5ª Câmara Civil do TJ confirmou sentença que condenou empresa
do ramo alimentício ao pagamento de indenização por danos morais
em favor de cliente que localizou um corpo estranho em um de seus
produtos. A autora da ação sustenta que jantava com familiares,
que já reclamavam da qualidade da linguiça defumada servida,
quando mastigou algo que identificou posteriormente como uma
espécie de pata de felino pequeno. Contudo, não foi realizada
perícia para confirmar sua suspeita.

A empresa, em sua defesa, argumentou ser inexistente a possibilidade
de um "corpo estranho" ter integrado a massa do produto, pois ele
passara por diversos processos de moagem. Disse ainda que seus
produtos possuem selo de certificação e de inspeção e garantiu que
adquire matéria-prima de indústria igualmente qualificada e certificada.

O desembargador Luiz Cézar Medeiros, relator da apelação, considerou
que, por mais que a empresa mantenha padrões regulares de higiene e
limpeza, é incontroverso que utiliza carne suína adquirida de terceira
empresa, daí a necessidade de redobrar a atenção.

"Deveria, pois, provar que dispõe de equipamentos, profissionais,
instalações e ambiente incontroversamente livres de contato com objetos
impróprios - até mesmo no que diz respeito à procedência dos insumos -
e que, portanto, não haveria qualquer possibilidade de o corpo estranho
estar presente no alimento", registrou Medeiros.

A câmara fixou o valor da indenização em R$ 3 mil. A decisão foi unânime.

Fontes:
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e
Sandra de Araujo
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Quinta-feira, 28 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

CONSTELAÇÃO FAMILIAR
COMARCA DE PORTO BELO PROMOVE COMBATE DA VIOLÊNCIA
DOMÉSTICA ATRAVÉS DE PROJETO ESPECIAL

A comarca de Porto Belo, no litoral norte do Estado, instalou neste mês
o programa "Conversas de Atitudes". Sob a presidência e condução da
juíza Janiara Maldaner Corbetta, titular da 2ª Vara daquela unidade,
o programa é voltado ao atendimento e solução de conflitos que envolvem
violência doméstica e familiar, por meio da utilização da denominada
constelação familiar. Na abertura dos trabalhos, a vice-coordenadora
do Centro de Valorização da Vida (CVV) de Itapema, Maria de Fátima
Petermann, discorreu sobre o tema "A Arte de Ouvir".

O "Conversas de Atitudes", que tem por escopo a reestruturação familiar
em casos que envolvem violência doméstica, é dirigido à vítima e também
ao agressor, nos termos da Lei n. 11.340/2006 - Lei Maria da Penha, e
contará com a consteladora Éveli Queiroz em atendimentos e oficinas
inicialmente semanais. Poderão contar com o programa os moradores das
duas cidades que compõem a comarca: Porto Belo e Bombinhas. O promotor
Fabiano Francisco Medeiros, representante do Ministério Público,
destacou a importância do projeto na comunidade, uma vez que se registra
o aumento dos casos de violência doméstica na região.

O programa "Conversas de Atitudes" na comarca de Porto Belo estará sob
a coordenação da servidora Ana Maria Spessato, com supervisão da juíza
Janiara Maldaner Corbetta. Informações poderão ser solicitadas
diretamente no Fórum local ou pelo telefone (47) 3369-7143.

"A juíza Janiara Maldaner Corbetta (...) abraçou a ideia com dedicação
e sensibilidade, empenhando-se ativamente para a implantação e para o
sucesso do (...) projeto de viés social", comentou Ana Maria Spessato.
Também prestigiaram a instalação, ocorrida no último dia 22 deste mês,
os secretários da Assistência Social, representantes do Creas e Cras
e da Polícia Militar, assim como a imprensa local dos municípios de
Porto Belo e Bombinhas.

Fontes:
Tribunal de Justiça de Santa Catarina
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Quarta-feira, 27 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ECONOMIA LIQUIDA
CASAN ALERTA PARA FALTA DE CHUVA E PEDE ECONOMIA DE
ÁGUA PARA OS CATARINENSES

Diante da chuva praticamente insignificante dos últimos dias em todas
as regiões do Estado, a CASAN mantém o pedido de economia no consumo
de água. A Companhia monitora seus mananciais e atende casos pontuais
de dificuldade de abastecimento em regiões altas e pontas de rede, mas
conta com infraestrutura que permite a manutenção do fornecimento de
água na grande maioria das cidades atendidas pelo Sistema CASAN.

Como o consumo está diretamente relacionado à cultura de cada família e
a hábitos construídos ao longo do tempo, a Companhia reforça a necessidade
de uso responsável da água. No Brasil, segundo dados do Sistema Nacional
de Informações sobre Saneamento, o consumo per capita é de aproximadamente
162 litros/habitate.dia. Em Santa Catarina, cada pessoa gasta, em média,
aproximadamente 154 litros de água por dia.

“Porém, em Florianópolis, a média do consumo diário chega a e 186 litros
para cada habitante, o que com certeza pode ser reduzido em um momento
preocupante de estiagem como o que estamos passando”, informa o chefe do
Setor e Operação e Manutenção de Água da Superintendência Metropolitana
da Grande Florianópolis, Bruno Kossatz.

“O desperdício de água varia de acordo com a cultura da região, pois os
hábitos de cada sociedade interferem diretamente no elevado ou baixo
consumo em suas atividades diárias”, complementa o engenheiro.

Segundo Kossatz, aproximadamente 75% da água consumida numa casa são
gastos nos banheiros. Por isso, uma dica importante é evitar tomar banhos
prolongados, já que o chuveiro é um dispositivo consumo significativo de
água. Estima-se que a cada minuto no banho há um consumo de 10 litros de
água. Utilizar descargas com caixa acoplada nos vasos sanitários reduz o
gasto de 20-30 litros para 6-12 litros por descarga.

Também é importante observar todas as torneiras da casa, prevenindo e
consertando goteiras e vazamentos. “Uma torneira gotejando pode desperdiçar
até 46 litros de água por dia. E, se a água estiver gotejando rapidamente
ou em forma de filete, perde-se de 180 a 720 litros diários”, alerta o
engenheiro, lembrando outras dicas básicas, como fechar a torneira ao
escovar os dentes e fazer a barba, reutilizar a água da máquina de lavar
para limpar calçadas ou o quintal, evitando a prática de “varrer” o chão
com água potável.

“Se cada habitante economizar 10 litros de água por dia, em uma cidade de
400 mil habitantes teríamos um ganho essa economia de 400 mil litros,
quantidade que pode abastecer uma população de até 20 mil habitantes”,
exemplifica o engenheiro da CASAN.

Fontes:
Casan
Edição e Texto:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Terça-feira, 26 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

E BOA VIAGEM
ESTADO DE SANTA CATARINA GANHA 14 VOOS INTERNACIONAIS DURANTE
A ALTA TEMPORADA

Mais da metade dos pedidos de voos extras aprovados pela Agência Nacional
de Aviação Civil (Anac) até agosto deste ano tem itinerários internacionais
previstos para dezembro em Florianópolis e Navegantes, únicos terminais que
ligam Santa Catarina a outros países. O reforço, que corresponde a 14 das
26 rotas autorizadas, é principalmente para destinos na América do Sul, como
a capital do Chile, Santiago, e as cidades argentinas de Buenos Aires e
Rosário, destino inédito no Estado.

Dois voos, um partindo da Capital catarinense para Rosário e outro saindo
de lá rumo a Florianópolis, estão previstos na temporada _ de dezembro a
fevereiro. Outra rota inédita que já foi anunciada pela Latam é a capital
do Uruguai, Montevidéu. Segundo a companhia aérea, o novo trecho é sazonal
e vai vigorar apenas entre janeiro e fevereiro. A previsão é de que os voos
diários decolem de Florianópolis aos sábados à noite e façam o percurso
inverso saindo da cidade uruguaia na madrugada dos domingos. Apesar do
anúncio, esse percurso não consta nos registros da Anac.

Ainda no rol de viagens complementares com origem ou destino em Santa
Catarina, estão confirmados pela agência nacional outros 10 pousos e
decolagens de Buenos Aires para Florianópolis e Navegantes. Com uma média
de 170 assentos por aeronave, o tráfego aéreo internacional no período
pode ser responsável por cerca de mil pessoas a mais desembarcando por
dia no Estado.

Entre dezembro de 2016 e fevereiro de 2017, 18 voos vindos das capitais
argentina e chilena pousaram na Ilha de SC. No mesmo período, 20 aeronaves
saíram de Florianópolis para as duas cidades.

Fontes:
Diário Catarinese
Larissa Neumann
Diário de Barra Velha
Daniel Soares








Segunda-feira, 25 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

SEDE DE FRUTA
ESTIAGEM PODE CAUSAR IMPACTO NA PRODUÇÃO DE BANANA
EM SANTA CATARINA

O Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri (Epagri/
Cepa) estima diminuição média de até 3% na produtividade da banana
em Santa Catarina, caso a estiagem persista até outubro. Em algumas
microrregiões essa queda pode chegar a 15%.

Segundo Rogério Goulart Junior, analista de socioeconomia e desenvolvimento
rural da Epagri/Cepa, caso a chuva não retorne até o próximo mês o Sul
catarinense pode enfrentar entre 7,5% e 15% de diminuição na produtividade
média na microrregião de Criciúma, o que pode refletir em até 5% de redução
na oferta da fruta na mesorregião. Já para as regiões do Norte e Vale do
Itajaí pode haver entre 5% e 10% de queda na produtividade média, com
redução de até 3,5% na oferta normal estimada para as duas mesorregiões
no período.

“Para os bananicultores, o problema principal é a redução no volume dos
cachos e no calibre e tamanho dos frutos, pois afeta a qualidade da
fruta comercializada, o que diminui ainda mais os preços médios pagos
ao produtor, que já estão abaixo de R$ 0,40 por quilo”, avaliam Rogério.

“Mas há expectativa de que os estados produtores do Sudeste e Nordeste,
que também estão sofrendo com a estiagem, reduzam a oferta nacional da
fruta e, com isso, o preço ao produtor se valorize”, prevê o analista.

Rogério explica que os efeitos da estiagem devem alongar o ciclo de
desenvolvimento das frutas nos bananais em mais de um mês, ocasionando
a diminuição na densidade da polpa, com perda de calibre e diminuição
no tamanho da fruta. A falta de chuva causa ainda produção de cachos
menores por planta, afetando a produtividade média, além de dificultar
e atrasar os tratos culturais como calagem e adubação. Outro efeito
que se pode esperar é o aumento da presença da doença Mal do Panamá,
provocado pelas temperaturas altas aliadas ao estresse hídrico que
debilita as plantas. O analista da Epagri/Cepa lembra ainda que nos
últimos meses a região Sul do Estado enfrentou muitos ventos fortes,
que reduziram em quase 3% o número de plantas nos bananais.

Fontes:
Gisele Dias
Isabela Schwengber
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha









Domingo, 24 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA NO LITORAL NORTE E VALE DO ITAJAÍ

TENDA DO FUTURO
UDESC DE JOINVILLE PROMOVEU SEXTA EDIÇÃO DA TENDA DA
CIÊNCIA

Foi realizada na sexta-feira, 22, na Praça Nereu Ramos, a 6ª Tenda da Ciência,
do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT) da Universidade do Estado de Santa
Catarina (Udesc) em Joinville. O evento foi aberto à comunidade em geral e a
entrada, gratuita.

O público conferiu de perto os experimentos científicos, participaram de jogos
educativos, e conheceram os robôs e veículos desenvolvidos na instituição.
Quem passou pelo local, também conseguiu saber mais detalhes sobre os projetos
e os cursos de graduação e pós-graduação oferecidos pela universidade.

Conforme a diretora de extensão, Cinara Menegazzo, a Tenda da Ciência é o
evento onde a Udesc mostra à comunidade de Joinville, especialmente aos
jovens em idade de prestar vestibular, o que se desenvolve em termos de
ensino, pesquisa e extensão, dentro da universidade.

“A área de exatas é promissora, desafiadora, mas encantadora. E no momento
em que se vive uma nova revolução industrial, o uso e acesso às tecnologias
passam a ser parte integrante da rotina de todos os cidadãos e da qualidade
dos profissionais.”

Fontes:
Assessoria de Comunicação da Udesc Joinville
Jornalista Isabela Vargas (SC 01915 JP)
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha









Sábado, 23 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

A ALMA DO NEGÓCIO
MINISTÉRIO PÚBLICO DE SANTA CATARINA INVESTIGA DESPESAS
PÚBLICAS COM PUBLICIDADE E PROPAGANDA

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) está apurando se os serviços
de publicidade, comunicação e propaganda contratados pelo Estado e por
pelo menos 22 Prefeituras e 13 Câmaras de Vereadores estão sendo executados
conforme a legislação determina. A correta execução dos contratados é foco d
o programa Serviço Prestado, Contrato Fiscalizado.

Desenvolvido pelo Centro de Apoio Operacional da Moralidade Administrativa
(CMA) do MPSC, o programa visa a estimular a atuação fiscalizatória do
Ministério Público estadual sobre contratos de prestação de serviços de
caráter intelectual, em especial, contratos de publicidade e consultoria.

A publicidade paga pelo ente público é dividida em dois grupos: a publicidade
legal, aquela obrigatória, e a publicidade institucional, que a Constituição
Federal determina que só pode ser veiculada para fins de orientação, informação
e educação da comunidade.

"O programa Serviço Prestado, Contrato Fiscalizado vai ampliar o nosso escopo
de fiscalização. Vamos apurar com mais rigor a licitação para a contratação
de agências e de prestadores de serviço, a efetiva execução do serviço, a
forma de remuneração das agências e também a excessiva despesas com publicidade
", explica o Coordenador do CMA, Promotor de Justiça Samuel Dal-Farra Naspolini.

Para auxiliar o trabalho dos Promotores de Justiça, o CMA fez uma ampla pesquisa
no Portal do Promotor e reuniu informações entre 2013 e 2017 acerca das despesas
de comunicação de todos os municípios catarinenses e do Estado. Os dados foram
repassados para todas as Promotorias de Justiça com atuação na área da moralidade
administrativa.

"Os Promotores de Justiça agora dispõem de informações mais precisas. Eles vão
poder verificar com mais exatidão se a implementação de políticas públicas
essenciais estão sendo prejudicadas pelo excesso de gastos com publicidade",
complementou o Coordenador do CMA.

A contratação pública de publicidade é regida pela Lei 12.232/2010, que dispõe
sobre as normas gerais para licitação e contratação pela administração pública
de serviços de publicidade prestados por intermédio de agências de propaganda
e dá outras providências. Os órgãos públicos também precisam observar a Lei das
Licitações, n. 8.666/93.

Fontes:
Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC.
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Sexta-feira, 22 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA NO LITORAL NORTE E VALE DO ITAJAÍ

PROGRAMA DE VERÃO
VESTIBULAR DE VERÃO 2018 DA UDESC JOINVILLE SEGUE COM INSCRIÇÕES
ABERTAS PARA NOVE CURSOS PRESENCIAIS

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Joinville segue com
inscrições abertas para o Vestibular de Verão 2018 em vestibular.udesc.br,
com prazo até 6 de outubro. Já a data final para pagar a taxa de inscrição
, de R$ 110, será 9 de outubro. Os candidatos que obtiveram isenção da taxa
pelo critério socioeconômico ou por doação de sangue precisam efetivar sua
participação no vestibular, devendo também se inscrever na internet.

A prova objetiva e a prova de redação ocorrerão em 26 de novembro. Os aprovados
na primeira chamada serão divulgados até 12 de dezembro, e os novos estudantes
começarão a ter aulas em fevereiro de 2018.

No campus de Joinville estão abertas 270 vagas, 30 para cada um dos nove
cursos: Ciência da Computação, Física, Matemática, Química, Tecnologia em
Análise e Desenvolvimento de Sistemas e para Engenharia (Civil, de Produção
e Sistemas, Elétrica e Mecânica). Os cursos são presenciais e gratuitos.

A Coordenadoria de Vestibulares e Concursos (Covest), da Udesc, recomenda a
leitura do edital, do programa das disciplinas, das obras literárias e do
calendário, que estão em vestibular.udesc.br.

Mais informações podem ser obtidas com a Covest pelos telefones (48) 3664-8089
e 8091, das 13h às 19h, e pelo e-mail vestiba@udesc.br.

Fontes:
Assessoria de Comunicação da Udesc Joinville
Estagiária de Jornalismo Laura Bona Moll
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Quinta-feira, 21 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

PAI PARA SEMPRE
MESMO QUE SIMULADA, PATERNIDADE NÃO PODE SER ANULADA POR
TERCEIROS DEPOIS DE 32 ANOS, SEGUNDO DECISÃO JUDICIAL
CATARINENSE

A 6ª Câmara Civil do TJ confirmou decisão de comarca do sul do Estado
e reconheceu a decadência do direito de um cidadão que pretendia anular
certidão de nascimento de sobrinha em cujo registro aparecem os
genitores do autor como os pais da jovem. Manter a filiação inexistente
e fraudulenta, argumentou, favoreceria a sobrinha em relação aos filhos
biológicos do casal, principalmente na esfera econômica. O pleito não
prosperou, contudo, pois formulado 32 anos após a ocorrência do fato.

Nestes casos, explicou a desembargadora Denise Volpato, relatora da
apelação, o prazo legal para demandar é de quatro anos. A neta foi
registrada pelos avós como se fosse filha em 1982. Segundo se apurou
nos autos, a decisão foi tomada em nome de pretensa "preservação moral"
do núcleo familiar, conforme seus costumes.

A ação do tio, entretanto, foi ajuizada tão somente em 2013.

A relatora lembrou que, na época do fato, o autor já contava 25 anos,
de forma que poderia ter se oposto ao ato naquela oportunidade. Volpato
destacou que a legislação que rege a matéria prevê a imprescritibilidade
da ação unicamente quando manejada por filho e/ou pais - e não por
qualquer interessado - em busca da declaração da chamada verdade parental.

"Referida ação (...) não se confunde com pleito de anulação de registro
público. Deste modo, intentada a ação de anulação do registro de nascimento
da requerida após o transcurso de mais de três décadas da noticiada
simulação, resta configurada a decadência do direito do autor", concluiu
a relatora, em decisão acompanhada de forma unânime pelos demais integrantes
da câmara. A ação tramitou em segredo de justiça.

Fontes:
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e Sandra de Araujo
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Quarta-feira, 20 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

PESQUE ESGOTO
CONCESSIONÁRIA É CONDENADA POR LANÇAR ESGOTO EM RIO
QUE CORTA SÍTIO DE PESQUE-PAGUE

A 5ª Câmara Civil do TJ condenou empresa concessionária de água e saneamento
a pagar indenização por danos morais em favor dos proprietários de um pesque
-pague localizado no meio-oeste do Estado, por despejar esgoto em riacho que
atravessa a área daquele estabelecimento. O lançamento de dejetos, na prática,
trouxe como consequências mau cheiro, mortandade de animais e perda de clientela.

A família que administra o espaço receberá R$ 50 mil. Os autores da ação,
segundo os autos, são donos de um imóvel rural no qual exploram, há cerca
de 10 anos, a atividade comercial. Eles mantêm no local açudes de criação
e engorda de peixes, assim como o manejo de outros animais. Possuem ainda
uma lanchonete e um restaurante no mesmo espaço. Desde 2004, contudo, sofrem
com a atitude da concessionária, que passou a despejar esgoto doméstico no
riacho.

Em recurso, a ré defendeu que não ficou comprovada a ocorrência de ato ilícito,
o esgoto é tratado e não houve condenação na esfera criminal pelos mesmos fatos
discutidos nesta ação. Sustentou ainda que seria necessária perícia técnica para
comprovar a poluição da área - providência que não foi realizada.

O desembargador Jairo Fernandes Gonçalves, relator da apelação, com base na
sentença considerou suficiente o relatório apresentado pela Polícia Militar
Ambiental, que concluiu ser possível observar a poluição até mesmo a olho nu,
fato que indica a contaminação da água no local dos despejos.

"No presente caso, restou comprovada a violação pela requerida à vida privada
dos autores pessoas físicas, tendo em vista que foram obrigados a suportar o
desgosto e a aflição de ver sua propriedade afetada pelo mau cheiro e poluição
, assim como ver suas criações padecendo e até mesmo morrendo em razão dos
dejetos lançados de forma totalmente irregular pela requerida no rio que corta
sua propriedade", concluiu o magistrado. A votação foi unânime.

Fontes:
Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)
Textos: Américo Wisbeck, Ângelo Medeiros, Daniela Pacheco Costa e
Sandra de Araujo
Edição e texto complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Terça-feira, 19 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ABAIXO DA MÉDIA
MORTALIDADE MATERNA E INFANTIL EM SANTA CATARINA ESTÁ ABAIXO
DA MÉDIA NACIONAL

Santa Catarina tem indicadores abaixo da média brasileira em relação à
mortalidade materna, conforme dados do Sistema de Informação de Mortalidade
(SIM). Enquanto o Brasil, em 2015, teve 57,6 óbitos por 100 mil nascidos
vivos de mulheres por causas ligadas à gestação, SC teve 30,9 óbitos por
100 mil nascidos vivos. Com relação à mortalidade infantil, Santa Catarina
apresenta queda nos casos: 11,7 óbitos por mil nascidos em 2011 para 9,9
em 2015. Os números de 2015 também estão abaixo da média no Brasil, que
teve 12,4 óbitos de menores de um ano de idade em cada mil nascidos vivos.

“Nosso desafio é melhorar ainda mais estes indicadores, atuando nas mortes
ainda evitáveis por atenção no pré-natal e parto”, disse a coordenadora
das Áreas Programáticas da Secretaria de Estado da Saúde e representante
do grupo condutor da Rede Cegonha, Carmem Regina Delziovo.

Os hospitais estaduais estão entre os que têm as menores taxas de cesariana
do Estado. Alinhado à política de parto humanizado, em SC também é permitida
presença do acompanhante e da doula. As maternidades estaduais são as que
realizam o maior número de partos por ano pelo SUS. A Darcy Vargas, de
Joinville, por exemplo, em 2016, fez mais de 6 mil partos, e a Maternidade
Carmela Dutra, de Florianópolis, quase 4 mil partos.

Fontes:
Governo de Santa Catarina
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Segunda-feira, 18 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

CRIME NA PREFEITURA
VIGILANTE É ENCONTRADO MORTO EM PRÉDIO DA PREFEITURA DE
CRICIÚMA

Um vigilante foi encontrado morto e com as pernas amarradas no local de
trabalho em Criciúma, no Sul catarinense, na manhã deste domingo (17).

A PM acredita que ele possa ter sido espancado e trata o caso como
latrocínio, pois a motocicleta dele foi levada.

Por volta das 7h, o corpo do vigilante de 52 anos foi localizado no paço
municipal, que foi destruído por um incêndio e passa por reforma. Ele
entrou às 19h de sábado no serviço e seria substituído por outro vigilante
às 7h deste domingo.

O colega estranhou o portão do local aberto sem cadeado e os documentos
da vítima no chão. Por isso, acionou reforço da empresa de segurança
privada antes de entrar no prédio. No interior da edificação, a equipe
encontrou Sidnei Roberto Manoel já sem vida, com as pernas amarradas e
marca de agressão na cabeça. A PM acredita que ele possa ter sido morto
durante a madrugada.

Uma Biz que Sidnei usava para ir trabalhar foi levada. Até a publicação
desta notícia nenhum suspeito havia sido identificado. A PM não sabia
quantas pessoas teriam cometido o crime e se algum outro objeto ou
pertence de Sidnei havia sido levado.

Sidnei morava em Criciúma e trabalhava há 18 anos na Triângulo Segurança
Privada. Segundo a empresa, a família está recebendo todo apoio. Esta
é a primeira vez que um trabalhador da empresa é morto em um assalto
em mais de 30 anos, conforme a gerência de RH da Triângulo.

Por nota, o delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Criciúma
Yuri Miqueluzzi afirmou que "informo que a Polícia Civil instaurou inquérito
policial e desde logo iniciou as atividades para apurar autoria e
circunstâncias da infração penal. As providências iniciais foram realizadas
e a investigação criminal prossegue de forma sigilosa. Diante dos indícios
preliminares, a apuração ficará a cargo da Divisão de Roubos da DIC de
Criciúma. A Polícia Civil de Santa Catarina manifesta condolências aos
familiares e amigos enlutados".

O G1 não conseguiu contato com o IML para outros detalhes sobre o caso.

Fontes:
G1
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Domingo, 17 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

VIGILANTES
VIGILÂNCIA SANITÁRIA DA CAPITAL ENCONTRA 17 ESTABELECIMENTOS SEM
ALVARÁ

De olho na regularização dos bares, casas noturnas e restaurantes da Capital
a Vigilância Sanitária realizou operação em 66 estabelecimentos do Centro,
Coqueiros, Santa Mônica e Itacorubi, nas noites da última quinta e sexta-
feira (31 e 01/09). Foram multadas 17 empresas que estavam com alvará sanitário
vencido há mais de um ano. Outros 29 estabelecimentos foram intimados a
regularizar documentação que se encontrava com diferentes tipos de irregularidades.

A ação desencadeada na semana passada deverá continuar. Nos próximos meses, as
ações irão ocorrer nas regiões da Lagoa da Conceição, Ingleses, Canasvieiras,
Jurerê, Jurerê Internacional, Campeche e Rio Tavares. Além de garantir que todos
estejam com alvará em dia, os fiscais aproveitarão para fazer a inspeção sanitária
nos estabelecimentos.

Segundo a Diretoria de Vigilância em Saúde, a operação tem perfil educativo, mas
dependendo das irregularidades poderão ser lavrados autos de multa, infração ou
intimação.

Fontes:
Prefeitura de Florianópolis
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Sábado, 16 de Setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

TODO O BREU
POLÍCIA CIVIL APREENDE 200 QUILOS DE MACONHA NA GRANDE
FLORIANÓPOLIS

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São
José, após intensa investigação sobre o tráfico de drogas, apreendeu cerca
de 200 quilos de maconha, na Localidade de Estiva, em Governador Celso Ramos
, na Grande Florianópolis.

De acordo com a Polícia, na chegada dos agentes no local, um homem que
guardava o entorpecente efetuou disparos contra a equipe e fugiu para um
matagal.

"Realizamos várias buscas, porém não foi localizado", explica um policial.

Segundo os policiais, qualquer informação sobre o paradeiro do foragido
poderá ser repassado pelo Disque Denúncia 181, da Polícia Civil.

"Continuamos intensificando ações contra o crime e buscando apreender drogas
e armas que abastecem quadrilhas que atuam em SC", concluiu.

Fontes:
Polícia Civil de Santa Catarina
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Sexta-feira, 15 de Setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

300 EM AÇÃO
POLÍCIA CIVIL DE SANTA CATARINA DEFLAGRA OPERAÇÃO E
ATACA O CRIME ORGANIZADO

A Polícia Civil deflagrou uma das maiores operações policiais realizadas no
Estado contra a facção criminosa responsável pelos atentados cometidos na
última semana. A ação policial ocorre nas cidades de Blumenau, Joinville,
Florianópolis, Criciúma e Navegantes, e é coordenada pela Divisão de
Repressão ao Crime Organizado (Draco/Deic). Foram feitas 47 prisões de
integrantes da organização criminosa, lavrados até o momento cinco autos
de prisão em flagrante, em razão de apreensões de drogas, munições de
calibres diversos, balanças de precisão, depósitos bancários, rádio
comunicadores, certa quantia dinheiro e anotações, celulares, cartas e
bilhetes com alusão à organização criminosa.

Líderes da organização criminosa, dentro e fora das unidades prisionais,
assim como responsáveis por transmitir ordens para as ações, foram os
principais alvos da operação da Polícia Civil. Os conduzidos foram autuados
em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico,
posse de munição de calibre restrito e participação em organização criminosa.

A Operação Independêncua faz alusão à data patriótica comemorada nesta quinta
e à autonomia constitucional da Polícia Civil, em suas atividades investigativas
e de polícia judiciária.

Mais de 300 policiais civis, de diversas Delegacias Regionais e Diretorias da
Polícia Civil, estão cumprindo, desde a madrugada, 58 mandados de prisão,
inclusive contra as lideranças de grupos criminosos e 42 mandados de busca
e apreensão, expedidos pelo Poder Judiciário.

Fontes:
Clarissa Margotti
Assessoria de Imprensa
Polícia Civil - PC
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Quinta-feira, 14 de Setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

FIM DA ARTE
MORRE ARTISTA PLÁSTICA ELI HEIL. ARTISTA ERA CONSIDERADA
EXPRESSÃO MÁXIMA DAS ARTES VISUAIS DE SANTA CATARINA

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e a Secretaria de Estado de
Turismo, Cultura e Esporte (SOL) expressam profundo pesar pelo
falecimento da artista plástica Eli Heil, aos 88 anos, ocorrido em
Florianópolis. Pintora, desenhista, escultura e ceramista, Eli
edificou um legado sem precedentes na história das artes visuais
brasileiras, projetando Santa Catarina para além das suas divisas
e fronteiras.

Autodidata, como sempre costumava se apresentar, Eli nasceu no município
de Palhoça em 1929. Na juventude, formou-se professora de educação física
e, a partir da década de 1960, protagonizou o despertar da sua condição
de artista. Em suas próprias palavras “a arte é a expulsão dos seres
contidos, doloridos, em grandes quantidades, num parto colorido”. Sua
forma de criar alcançava uma dimensão que tornava difícil a tarefa de
classificá-la. Quando convidada para expor na 16ª Bienal Internacional
de São Paulo, realizou um trabalho de tamanha comoção que foi registrado
no catálogo oficial como “arte incomum”.

Às margens da SC-401, em Florianópolis, mais precisamente na freguesia
de Santo Antônio de Lisboa, onde viveu até o fim dos seus dias, Eli
edificou o seu mundo particular: O Museu O Mundo Ovo de Eli Heil, que
reúne o seu acervo fantástico de mais de 3 mil obras

Por ocasião dos seus 85 anos, em 2014, O Museu de Arte de Santa Catarina
(MASC) abriu seu espaço para receber aquela que foi a última das 14
exposições individuais que Eli realizou na instituição. Na ocasião, a
retrospectiva repassou a produção de mais de cinco décadas da artista.

A relação entre o Masc e Eli Heil pode ser definida como daquelas amizades
que superam o tempo e pautam uma existência. A instituição foi a casa de
Eli, o museu onde ela mais expôs sendo, consequentemente, a artista com
mais individuais realizadas no espaço.

Era a década de 1960, quando o então Museu de Arte Moderna de Florianópolis
(MAMF), embrião do que viria a ser o MASC , dava seus primeiros passos e
lá estava Eli expondo seus trabalhos sob a curadoria de Ylmar Corrêa Neto
e Adriano Pauli. O MASC, que em 2018 celebrará seus 70 anos de criação,
pode ser considerado também um dos tantos “filhos de luz” que a arte de
Eli legou ao mundo. “A obra de Eli é carregada de singularidade. E vai
muito além de contextos simbólicos. Ela traduz a singular personagem que
Eli representa. Em especial, a sua forte espiritualidade”, disse a
diretora de Difusão Artística da FCC, Mary Garcia.

Ao tomar conhecimento do falecimento de Eli Heil, o artista plástico,
jornalista, crítico e editor Bené Fonteles manifestou a sua admiração
e pesar:

“E de uma pureza original. Os céus estão em festa assim devia estar sua
terra em gratidão.”

Neste momento de dor e saudades, a Fundação Catarinense de Cultura e a
Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte expressam a sua
solidariedade aos amigos e familiares da artista, especialmente seus
filhos, netos e bisnetos. E se junta a toda classe artística para
manifestar um profundo sentimento de gratidão por tudo o que fez e
representou para as artes visuais catarinense e nacional. E mais
ainda, por tingir de um colorido visceral o universo que a cercou
e provando que um mundo, seja novo, seja ovo e libertário é possível.

Fontes:
Marcos Espíndola
Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Quarta-feira, 13 de Setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

LIÇÃO DO TIO SAM
PROFESSOR DA UNIVERSIDADE DA CALIFÓRNIA ESTIMULA NOVAS VISÕES
SOBRE O SANEAMENTO CATARINENSE

Muito mais do que fazer uma palestra técnica sobre o reúso de efluentes de estações
de tratamento de esgoto como água potável, o professor George Tchobanoglous,
palestrante mais esperado do Congresso de Saneamento, estimulou novas visões e
posturas em relação ao saneamento. O encontro foi realizado em Florianópolis
quinta e sexta-feira, em uma promoção conjunta Senge e CASAN.

De forma bem-humorada, o professor emérito no Departamento de Engenharia Civil
e Ambiental da UC Davis, considerado um “papa” do saneamento, falou diretamente
aos estudantes. Estimulou a inovação com relação ao gerenciamento hídrico e ao
aproveitamento dos efluentes de estações de tratamento de esgoto para abastecimento.

"Tecnologias estão disponíveis e não são um fator limitante para reúso da água”,
frisou.

Em sua apresentação, George Tchobanoglous mostrou diagramas de como podem ser
estações de tratamento avançado de água, onde efluente de esgoto é preparado para
voltar ao abastecimento. O professor também valorizou a pesquisa.

“Junto de estações de tratamento avançado na Califórnia são implantadas unidades
para experimentar e avaliar novas tecnologias e associações de diferentes
processos”, contou aos estudantes e profissionais que lotaram o no Centro de
Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Canasvieiras, Florianópolis.

“No passado todo mundo ria disso, mas não é tão caro quando se pensa que o valor
da água vai aumentar cada vez mais, e que esse recurso vai ficar cada vez mais
escasso no mundo”, ressaltou o professor que tem em seu currículo mais de 350
publicações, incluindo 14 livros didáticos e cinco livros de referência na área
de engenharia.

“Nos Estados Unidos, cerca de 30% da população não terá acesso à água potável
nos próximos dez anos”, exemplificou, lembrando que a população mundial cresce
exponencialmente e os processos atuais de abastecimento não são sustentáveis -
por esse motivo, o reaproveitamento da água será uma ação inevitável.

Sem deixar de tocar em dificuldades, falou sobre desafios relacionados a
barreiras operacionais, à remoção de impurezas, à toxicidade e à deficiências
em relação à regulamentação, ainda baseada em tecnologias antigas.

“Vocês estudantes precisam trabalhar para mudar essa regulamentação e atender
a esse conceito moderno”, instigou.

O professor questionou o perfil do profissional que vai lidar com o reúso da
água e até mesmo medidas de conservação como a redução da quantidade liberada
em vasos sanitários. “Quantos de vocês acham que é uma boa ideia?”, perguntou,
em seguida informando que experiências nesse sentido já se mostraram desastrosas
em função dos efeitos na corrosão nas redes de esgotos, exigindo gastos
exorbitantes para substituição das canalizações.

“Eu estou no final da minha carreira, mas pensem em todos os problemas
interessantes que vocês terão em suas trajetórias, pois realmente é necessário
pensar em gestão integrada da água e do esgoto”, ressaltou.

“Precisamos planejamentos mais ousados para que a reutilização seja de fato
realidade, e estes são momentos de grandes oportunidades para vocês”, finalizou
o professor.

Fontes:
Casan
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha









Terça-feira, 12 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

TODO MUNDO PRESO
OPERAÇÕES DA POLÍCIA CIVIL RESULTAM EM MAIS DE 100 PRISÕES
EM DOIS DIAS

Duas operações especiais realizadas pela Polícia Civil nos dias 7 e 8 de setembro
resultaram em mais de 100 prisões, além da apreensão de armas e drogas. Foram
envolvidos mais de 300 policiais de todo o Estado e cerca de 50 viaturas. O
balanço dos trabalhos foi divulgado oficialmente nesta segunda-feira, 11.

“As últimas semanas no Estado foram de desafios para a Segurança Pública. É por
isto que a Delegacia Geral da Polícia Civil, com enorme satisfação, vem a público
agradecer o excepcional trabalho desenvolvido pelos policiais civis de SC no
combate aos grupos criminosos que provocaram a justiça com seus atentados”,
afirma o delegado geral da Polícia Civil, Artur Nitz.

Na quinta-feira, dia 7 de setembro, foi realizada e a ação Independência, tendo
como resultado cinco flagrantes e 47 pessoas detidas. Líderes da organização
criminosa, dentro e fora das unidades prisionais, assim como responsáveis por
transmitir ordens para as ações criminosas, foram os principais alvos. Os detidos
foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o
tráfico, posse de munição de calibre restrito e participação em organização
criminosa. Foram realizadas diligências nas cidades de Florianópolis, São José,
Navegantes, Joinville, Blumenau, Ilhota e Criciúma.

E na sexta, dia 8, foi promovida a operação Hidra de Lerna, com seis flagrantes
e 59 pessoas detidas. Também foram apreendidos aparelhos celulares, drogas,
coletes balísticos, armas de fogo e evidências que subsidiarão investigações.

“Não é um passo conclusivo, mas é com toda a certeza importantíssimo para
desestabilizar a hierarquia dessas facções criminosas. É importante ressaltar
que Polícia Civil não se faz em trabalhos pontuais, mas se faz todos os dias,
como nossas contínuas ações de fiscalizações e a repressão de infrações penais
denunciam nesta página e em outras redes sociais institucionais. Estamos sempre
presentes”, acrescentou o delegado geral Artur Nitz.

Fontes:
Clarissa Margotti
Assessoria de Imprensa
Polícia Civil - PC
Edição e Texto:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha









Segunda-feira, 11 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

QUEDA DE BRAÇO
VEREADORES DA CAPITAL DO ESTADO REJEITAM VETO AO PROJETO QUE GARANTE
SUBSÍDIO AO TRANSPORTE DE ALUNOS DA APAE

A Câmara rejeitou o veto do prefeito ao Projeto de Lei Complementar 1647/2017,
de autoria do vereador Marcelo da Intendência (PP). A proposta do parlamentar
determina ao Executivo o pagamento de subsídio para o transporte escolar de
pessoas com deficiência e um acompanhante.

Com a rejeição do veto, a partir da publicação, o Executivo municipal fica
obrigado a repassar os recursos necessários ao pagamento do transporte
conforme previsto no projeto.

Os alunos da APAE de Florianópolis ficaram este ano sem transporte para a
instituição educacional porque a entidade atravessa séria crise financeira e
não dispõe de recursos para pagar o serviço. De acordo com o autor do projeto
, seis ônibus fazem o transporte dos alunos no município, ao custo de cerca
de R$ 120 mil/mês.

Fontes:
Câmara de Vereadores de Florianópolis
Edição e Texto:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha









Domingo, 10 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

MADE IN CHINA
BALNEÁRIO CAMBORIÚ ENVIA REPRESENTANTES PARA SEMINÁRIO DE
EMPREENDEDORISMO JOVEM NA CHINA

O diretor do Departamento de Assistência à Juventude (DEAJ), Douglas Aguirre,
representará Balneário Camboriú no Seminário de Empreendedorismo de Jovens
dos Países Lusófonos, na Província de Fujian, na China. O evento iniciou
nesta quarta-feira (06) e segue até o dia 26 de setembro.

“Fui escolhido como gestor público em juventude pelo Ministério do Comércio
da República Popular da China, inclusive com custos para eles. Ao todo,
foram selecionadas 25 pessoas, entre gestores e jovens empreendedores de
todo Brasil. É um evento muito importante, principalmente porque todas as
ações do governo são pautadas no empreendedorismo, nossas ações no DEAJ
também são feitas pensando nisso. Então será de grande valia participar
desse seminário, até para divulgar Balneário Camboriú em outro país”,
comentou o diretor.

Realizado pelo Ministério do Comércio da República Popular da China, o
seminário tratará de temas como realidades básicas da China, uma reforma
e abertura da China e a história de empreendedorismo na área rural, como
uma das características econômicas e oportunidades do setor da China,
globalização e experiências chinesas de desenvolvimento econômico e os
apoios de política para os deficientes.

O seminário será dividido em duas partes: palestras e visitas de campo.
Serão visitadas as cidades de Putian e Xiamen da província de Fujian,
cidade Xi'an da província de Shaanxi, onde será feita comunicação dos
participantes com empresários ou representantes empresariais e a mudança
de empresas pequenas e médias.

Fontes:
Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social
Diretoria de Comunicação
Jornalista: Kattiúcia Villain
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha










Sábado, 9 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ANTI CALOTE
SOLUÇÃO PARA INADIMPLÊNCIA VENCE MARATONA HACKATHON CELESC 2017

Após mais de 50 horas de muito trabalho e concentração, a maratona de desenvolvimento
e inovação das Centrais Elétricas de Santa Catarina chegou ao fim na noite de domingo
(3/9) com a proposta da equipe Odin como vencedora do Hackathon Celesc 2017. O time
apresentou uma solução que deverá trazer uma economia de R$ 3,7 milhões ao ano para
a empresa ao garantir mais eficiência e assertividade na hora de lidar com
consumidores inadimplentes. A partir de uma análise minuciosa da base de dados
oferecida para estudo, os cinco participantes de Criciúma criaram um sistema que
utiliza uma régua dinâmica para diferenciar ações que devem ser tomadas com diferentes
perfis de clientes, evitando iniciativas que se mostram historicamente ineficazes.
Como premiação, os vencedores ganham, entre outros brindes, uma viagem para Medelín,
na Colômbia, para conhecerem empresas e organizações que são destaque em tecnologia
e inovação mundial.

Em segundo lugar, a equipe FiveVoltz, que desenvolveu um chatbot para interação com
clientes em plataformas digitais, levou smartphones. Já a Meca Solutions, terceira
colocada com uma solução que utiliza inteligência artificial para fiscalizar fraudes
nas ligações de energia elétrica, ganhou vale compras de R$500 e mais benefícios de
parceiros e apoiadores do evento. Outra ideia para combater furtos de energia foi
apresentada pela EnerBits, equipe que ficou com a menção honrosa do Hackathon Celesc.

Vale destacar que a iniciativa da Celesc contou com a parceria importante da Via
Estação do Conhecimento, grupo líder em pesquisa na área de empreendedorismo e
inovação.

A busca por alternativas para resolver problemas da Celesc em relacionamento com
clientes, gestão de inadimplência e furto de energia mobilizou 60 profissionais de
múltiplas áreas vinculadas à Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs) para uma
maratona de mais de 50 horas de desenvolvimento. Com o auxílio de um time de 48
mentores, 23 deles técnicos da própria companhia, os participantes tiveram acesso
a dados reais da empresa e problemas vivenciados nos departamentos de Gestão de
Clientes e Gestão Técnico-Comercial.

Entre as soluções desenvolvidas para a Celesc no fim de semana de Hackathon estão
chatbot para relacionamento e cobrança de fatura; sistema para determinar zonas
com maiores de gastos de energia; criação de medidores e ferramentas de navegação
e mapeamento de Unidade Consumidora; sensoriamento de rede no combate à inadimplência
; gerenciamento eletrônico de contratos; identificação de padrão para classificar
perfil de clientes relacionados com fraudes; entre outras.

O presidente da Celesc, Cleverson Siewert, sempre atento às tendências do ramo de
tecnologia e inovação, diz que se identifica com o clima do evento, que trará
benefícios tanto para a Celesc quanto para a vida profissional dos participantes.

Quando se tem força, garra e determinação, o mundo se torna pequeno diante dos seus
objetivos. E as equipes mostraram isso no Hackathon Celesc, com todo mundo se
superando o tempo todo".

O presidente reforça que tem por objetivo adotar uma velocidade de mudança interna
na Celesc maior do que a do mercado para que a organização não se desatualize.

"Fiquei emocionado em dividir esse momento com os times do Hackathon. Eu acredito
que assim, sacrificando fim de semana e deixando de fazer igual a todo mundo, é
que as pessoas se destacam e conquistam seus verdadeiros sonhos. Todos os que
fizeram parte desse evento se dedicaram em prol da empresa e os resultados serão
refletidos para toda a sociedade".

Fontes:
Celesc
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Sexta-feira, 8 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ORELHADA
MÉDICO É CONDENADO POR FALHAR EM CIRURGIA PLÁSTICA PARA
CORRIGIR ORELHA DE ABANO

Um jovem portador das chamadas "orelhas de abano" que se submeteu, sem
sucesso, a cirurgia plástica para correção do problema será indenizado
pelo médico responsável em R$ 43,5 mil, por danos materiais e morais.

A decisão foi da 6ª Câmara Civil do TJ, em apelação sob a relatoria do
desembargador Stanley Braga. Segundo os autos, a operação inicialmente
foi exitosa mas registrou processo infeccioso cerca de um mês depois.
Mesmo com o uso de medicação prescrita, houve a absorção de parte da
cartilagem das orelhas.

Para resolver o quadro, o profissional lançou mão de polimetilmetacrilato
- PMMA para recompor a cavidade auricular. O produto, contudo, é de uso
controverso na cirurgia plástica, por assemelhar-se à injeção de silicone
líquido. A substância não se espalhou e as orelhas do paciente ficaram
com aspecto similar às dos lutadores de jiu-jítsu, conhecidos por suas "
orelhas de couve-flor". Um novo procedimento precisou ser realizado em
São Paulo, com outro profissional, para solução definitiva do problema.

No entendimento do relator, o médico não ignorava que as consequências
do tratamento ministrado eram incertas, já que a substância já era
controversa à época da aplicação e, ao utilizá-la, ele assumiu o risco
de causar danos ao paciente. Não se cuidava, segundo o magistrado, de
um fato imprevisível.

"O réu deveria ter alertado o autor sobre os riscos envolvidos e não
consta no processo indício de que o tenha feito, violando, assim, o
direito do consumidor à informação clara e adequada", analisou Stanley.

A câmara também julgou apelação do profissional contra o paciente por
danos morais decorrentes do ajuizamento da ação, à qual foi negado
provimento. Ainda há possibilidade de recurso aos tribunais superiores.

Fontes:
TJSC







Quinta-feira, 7 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

SABORES DO MUNDO
ÍNDIA AUTORIZA IMPORTAÇÃO DE MAÇÃ CATARINENSE

A Índia autorizou a importação de maçã fresca do Brasil e Santa Catarina
deve ampliar ainda mais as vendas para o país. A partir de agora, para o
controle de pragas, as empresas exportadoras podem realizar o tratamento
a frio em pré-embarque e em trânsito, por 40 dias, nos carregamentos de
maçãs oriundas do Brasil e não mais utilizar o brometo de metila.

Prevendo o aumento nas exportações catarinenses de maçã, a Companhia Integrada
de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) irá auxiliar o Ministério
da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na fiscalização dos requisitos
de tratamento realizados pelas empresas exportadoras, principalmente nas regiões
de Fraiburgo e São Joaquim.

A Índia já dá sinais de que pode ser um mercado promissor para as maçãs
catarinenses. De janeiro a julho deste ano, o estado exportou 41 toneladas da
fruta para aquele país – o dobro do que foi exportado no mesmo período de 2016.

“Estou convicto que já em 2018 a Índia será o maior destino de nossas exportações
de maçãs frescas”, diz o diretor executivo da Associação Brasileira de Produtores
de Maçã (ABPM), Moisés Lopes de Albuquerque.

Antes da nova regulamentação, as maçãs enviadas para a Índia deviam passar por
um tratamento pré-embarque com brometo de metila, substância potencialmente
danosa ao meio ambiente e de uso restrito a determinadas situações. A autorização
para aplicar o produto era renovada anualmente, o que trazia insegurança para os
exportadores.

Nos últimos anos, o principal destino das maças brasileiras foi Bangladesh. Com
a retirada do entrave fitossanitário, estima Albuquerque, o Brasil deverá ter
um 4crescimento relevante nas exportações para o mercado indiano.

Fontes:
Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
Edição e Texto:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha









Quarta-feira, 6 de Setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

CONECTA BIBLIOTECA
BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL DE CHAPECÓ PROMOVE CURSOS GRATUITOS

Estão abertas as inscrições para os cursos na área da informática,
disponível na Biblioteca Pública Municipal Neiva Maria Andreatta Costella
, por meio do Projeto Conecta Biblioteca. Podem participar jovens a partir
dos 14 anos de idade.

As capacitações envolvem as temáticas “Introdução ao mundo digital”, “Jogos
de lógica”, “Introdução à programação” e “Aprendendo a programar”, tendo a
variação da carga horária de 16h a 40h. Os cursos são gratuitos, as aulas
são desenvolvidas de maneira online pela Plataforma Recode.

Para inscrever-se basta ir à sede da Biblioteca no Calçadão da Benjamin
Constant. Outras informações pelo telefone 2049 9001.

Desde Maio deste ano a Biblioteca Pública Municipal Neiva Maria Andreatta
Costella está participando do Programa Conecta Biblioteca, promovido pela
ONG Recode e Caravan Studios. A instituição foi selecionada atendendo
critérios como número de habitantes e estrutura, por exemplo, e está entre
as três instituições de Santa Catarina escolhidas para a participação. As
ações são voltadas a desenvolver estímulos à transformação social e
acontecem com 92 bibliotecas públicas brasileiras.

As atividades do programa trazem formação continuada aos bibliotecários para
que aprofundem seu papel enquanto agentes de transformação, oferecendo apoio
por meio de encontros, capacitações e reuniões, onde trocam experiências e
criam estratégias que aproximem biblioteca e leitores.

A meta do Programa é ousada: aumentar 60% o número de seus usuários ativos.
Destes a ideia é que 1/3 seja de jovens entre 14 e 29 anos. Para isso
desenvolve inúmeras ações que aproximam a comunidade das atividades e uma
delas, é a capacitação gratuita.

Fontes:
Prefeitura Chapecó
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha







Terça-feira, 5 de Setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

PEDE PRA SAIR
BOPE DE SANTA CATARINA APRESENTA BALANÇO DO MÊS DE AGOSTO

No mês de agosto as guarnições do Batalhão de Operações Policiais
Especiais (Bope) realizaram diversas apreensões, sobretudo de drogas
e armas de fogo, realizando, ainda a captura de foragidos da justiça,
tanto em operações autônomas quanto em apoio a outras unidades.

Destaca-se a atuação do Bope no mês de agosto, retirando das ruas armas
de grande potencial lesivo, mais de 1.200 pedras de crack, além de outras
drogas como cocaína, maconha e lança-perfume, contabilizando 25 pessoas
presas pela prática dos respectivos crimes.

Através do sistema de operações coordenadas implantado no Bope, estão
sendo realizadas constantes operações integradas de combate a facções
criminosas e tráfico de drogas ilícitas e porte ilegal de armas de fogo.

Fontes:
Polícia Militar de Santa Catarina
Capitão Rafael Vicente
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Vellha








Segunda-feira, 4 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

O CUSTO DA CARONA
AUDIÊNCIA PÚBLICA REALIZADA NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA
CATARINA DEBATE DIFICULDADE DE CUSTEIO DO TRANSPORTE ESCOLAR

A dificuldade financeira dos municípios no custeio do transporte escolar foi
debatida em audiência pública realizada pela Comissão de Educação, Cultura e
Desporto, no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

O cálculo feito pelo Estado para repasse de recursos aos municípios, a
precariedade das frotas e a necessidade de regulamentação do monitor de
transporte escolar foram alguns dos problemas debatidos durante a audiência.

A deputada Luciane Carminatti (PT), presidente da Comissão de Educação, explicou
que o transporte escolar é um direito assegurado na Constituição e que a Lei de
Diretrizes e Bases da Educação (LDB) responsabiliza cada ente federativo pelo
transporte dos alunos de sua respectiva rede.

“O grande problema é que em Santa Catarina os municípios, por convênio, assumiram
a incumbência de realizar o transporte escolar da rede estadual. O Estado estipula
valores insuficientes e constantemente atrasa o repasse dos valores. Além disso,
não há planilha de custo do transporte escolar e existem várias situações graves
quanto à falta de qualidade no transporte escolar”, disse a deputada.

O deputado federal Pedro Uczai (PT), co-proponente da audiência, informou que
deve ser aprovado antes do final do ano, na Câmara dos Deputados, um projeto
que estabelece um indicador de reajuste anual Programa Nacional de Apoio ao
Transporte do Escolar (Pnate), pois o valor repassado pelo governo federal não
sofre correção monetária e está desatualizado. “Em média, esse recurso equivale
a 15% do custo do transporte escolar, participação que precisa ser aumentada.

” O deputado também defendeu que seja dada prioridade na destinação de recursos
do Plano de Ações Articuladas (PAR) para renovação da frota do transporte escolar
porque a substituição dos veículos velhos reduz o custo dos municípios com
combustível e manutenção. Quanto ao transporte dos alunos da rede estadual, Uczai
lembrou que, por lei, isso não é tarefa dos municípios, mas uma decisão política
dos gestores que pode ser revista.

Representando a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) na audiência, o
prefeito de Urupema, Evandro Frigo Pereira, sugeriu ao Estado que possibilite
o uso dos recursos repassados aos municípios para pagamento de pessoal.

“Tem linhas em que o município transporta apenas alunos do Estado e não pode
pagar motorista e o monitor com o recurso repassado.” Ele informou que, durante
reunião promovida pela Fecam no início do ano foi constituída uma comissão, em
conjunto com a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), para fazer
o levantamento dos custos do transporte escolar.

O promotor João Luiz de Carvalho Botega disse que a falta de transporte escolar
ainda é um dos motivos da evasão. “É inadmissível que em 2017 a gente ainda
esteja perdendo alunos por esse motivo. O transporte escolar é uma questão de
prioridade política. É preciso lembrar que a infância e a juventude detêm
prioridade absoluta no que diz respeito ao investimento. Isso não é uma escolha
discricionária do gestor, mas uma determinação constitucional”, explanou. Ele
manifestou preocupação com a terceirização do serviço de transporte escolar,
processo que encarece o serviço e não possibilita controle da qualidade.

Fontes:
Lisandrea Costa
Agência AL
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha








Domingo, 3 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ESTADO EM ALERTA
ATAQUES À SEGURANÇA PÚBLICA ATERRORIZA CIDADES CATARINENSES

Policiais e agentes penitenciários como alvo, mortes cruéis em tom de execução,
tiros contra o local de trabalho do governador do Estado, bases policiais
atacadas, incêndio contra viaturas e carros em prédios públicos e particulares.
Após três anos, uma nova onda de atentados apavora Santa Catarina. Desta vez,
considerada ainda mais violenta por mirar e tirar a vida dos próprios servidores
em meio à provável ação criminosa de duas facções.

O agravante do cenário até a noite de sexta-feira era a tímida resposta do poder
público, que garante trabalhar em sigilo e dar resposta à altura no devido tempo.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) optou mais uma vez em se manifestar
somente por nota e o secretário César Grubba recusou pedidos de entrevista.
Com isso, ficaram abertos questionamentos sobre a motivação dos ataques, piorando
a sensação de insegurança nas ruas em um ano de aumento da criminalidade com a
escalada das mortes violentas.

Por enquanto, nenhum plano de ação foi anunciado, com exceção da Polícia Militar
, que informou ter intensificado as operações de barreiras em cidades pontuais
como Florianópolis, Camboriú e Joinville, cidades em que PMs foram mortos. Desde
o dia 11 de agosto, quatro servidores foram assassinados, sendo três policiais
e um agente penitenciário.

Na noite de sexta-feira, a Polícia Civil também emitiu nota sobre os ataques.
O comunicado, assinado pelo delegado geral da Polícia Civil, Artur Nitz, diz
que a ¿a instituição está intensificando seus trabalhos nas 459 unidades
espalhadas por SC¿. Além disso, reforça que a polícia possui investigações
em andamento.

Apenas entre as noites de quinta e sexta-feira, foram pelo menos 18 ataques
em 11 cidades de Norte a Sul. Em Palhoça, um sargento da PM escapou de tiros
disparados por homens em uma motocicleta. Em Criciúma, a casa de um policial
teria sido alvo de disparos e um princípio de incêndio acabou controlado pelos
vizinhos. Em outra grave investida, bandidos dispararam 10 vezes contra a
guarita do Centro Administrativo, na SC-401, onde trabalha o governador
Raimundo Colombo. Na noite de sexta, um ônibus foi queimado em Itajaí. Um
grupo encapuzado entrou no veículo de estudantes da Univali e mandou o grupo
deixar o veículo.

Fontes:
Diário Catarinense
Diogo Vargas
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Sábado, 2 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

ASSUNTO SUBMERSO
CASE DE EMISSÁRIOS SUBMARINOS PARA FLORIANÓPOLIS É APRESENTADO NO
CONGRESSO

Um estudo sobre a instalação de emissários submarinos em Florianópolis foi um
dos temas abordados na primeira plenária do Congresso Catarinense de Saneamento
nesta quinta-feira (31).

O professor da Universidade do Paraná, Tobias Bleninger, mostrou o extenso
levantamento de dados, as modelagens e simulações direcionadas a avaliar a
adoção dessa tecnologia na Ilha.

Os estudos foram desenvolvidos a pedido da CASAN, para avaliar as melhores
soluções tecnológica para as características oceanográficas da Ilha, além
de identificar locais para a adequada dispersão do efluente.

Durante as análises foram levados em conta diversos fatores. Entre eles, a
estimativa de crescimento e ocupação populacional, infraestrutura de
saneamento existente, custos de operação em terra, diferentes níveis de
tratamento, interferência em outros usos da água, como pesca, maricultura
e turismo.

“O que é preciso ficar muito claro é que no caso de emissários submarinos
não há uma receita pronta, uma solução padrão. É preciso estudar cada caso
para que a melhor tecnologia seja escolhida”, frisou Tobias, que diversas
vezes ressaltou em sua fala a importância da combinação entre tratamento
do esgoto e emissário submarino para descarte final sem comprometimento às
condições ambientais.

“O que precisamos ter em mente é que a situação do Brasil exige uma ação
rápida para o saneamento. Não podemos esperar, pois sem implantação das
soluções cada vez mais o esgoto está sendo descartado sem tratamento no
ambiente”, ressaltou, falando de forma geral sobre a importância do saneamento
para cidades litorâneas. “O importante é que a decisão sobre qual tecnologia
adotar seja tomada com base em muitos dados e estudos”, finalizou o professor
que possui especialização em Hidráulica e Meio Ambiente e doutorado em
Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental pelo Karlsruhe Institute of
Technology (Alemanha).

Fontes:
Casan
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha






Sexta-feira, 1 de setembro de 2017


NOTÍCIAS DO DIA EM SANTA CATARINA

EM ALTA
HOSPITAIS CATARINENSE FICAM BEM AVALIADOS EM PESQUISA DA ANVISA

Três hospitais da Secretaria de Estado da Saúde (SES) alcançaram pontuação
alta no Primeiro Ciclo de Autoavaliação das Práticas de Segurança do Paciente
em Serviços de Saúde, promovido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária
(Anvisa). Entre eles está o Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, de Joinville
, sob gestão direta da SES, e os Hospitais Florianópolis e o Regional Martinho
Afonso Ghizzo, de Araranguá, ambos administrados por organizações sociais.

Essas unidades atendem 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina.

A Anvisa adotou como método de pequisa o envio de um formulário eletrônico
para os hospitais brasileiros que possuem leitos de UTI adulto. As unidades
responderam, voluntariamente, as questões baseadas em 15 critérios de avaliação.
Santa Catarina contou com a participação de 47 unidades hospitalares, sendo que
28 foram reconhecidos pela alta adesão às práticas de segurança do paciente.

A autoavaliação foi realizada entre os meses de maio e agosto de 2016, para
retratar como os hospitais brasileiros estão cuidando da segurança do paciente.
Segundo o que está previsto no Plano Integrado para a Gestão Sanitária da
Segurança do Paciente em Serviços de Saúde - Monitoramento e Investigação de
Eventos Adversos e Avaliação de Práticas de Segurança do Paciente, este processo
de avaliação será realizado anualmente pelo Sistema Nacional de Vigilância
Sanitária (SNVS).

Fontes:
Suelen Costa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Edição e Texto Complementar:
Daniel Soares
Diário de Barra Velha












Copyright Diário de Barra Velha
Avenida Governador Celso Ramos, 755 - Centro - Barra Velha
Atendimento: 9 as 12 horas (diariamente)

 
Notícias Barra Velha